terça-feira, 30 de junho de 2009

Auf Wiedersehen, Pina!






Aos 68 anos a bailarina e coreógrafa alemã Philippine Bausch deixou-nos, com uma belíssima e intemporal obra na dança contemprânea.
Participou Também nos filmes "Fala com ela" de Pedro Almodovar em 2002 e "La Nave Va" de Frederico Fellini em 1982.
Nos últimos meses encontrava-se a trabalhar num projecto de Wim Wenders.

Exposição Titanic


"A história do Titanic contou-se uma e outra vez, mas jamais duma maneira tão comovedora e apaixonante como o fazem os objectos que se apresentam nesta exposição. Recuperados com enorme esforço da área dos escombros que rodeia os restos do naufrágio e cuidadosamente conservados, estes objectos reais, melhor que as palavras e as imagens, representam o navio e as 2.228 pessoas que passaram junto a ele a formar parte da história. Os objectos apresentados nesta exposição estiveram aí. Pertenceram ao navio e às pessoas que nele navegaram. Nós, como curadores, expomo-los não para apagar a dor da perda mas sim para manifestar a importância que tem recordar e honrar a todos cujas vidas estiveram e continuam a estar, inexoravelmente alteradas pela sua ligação com o legendário Navio Correio Real Titanic (RMS Titanic).

Os restos do naufrágio do Titanic descansam a aproximadamente 400 milhas náuticas (740 kilómetros) a sudeste de Newfoundland, debaixo de 3.800 metros de água. Foram descobertos a 1 de Setembro de 1985 por uma equipa de científicos, liderada pelo Capitão Jean-Louis Michele de IFREMER, o Instituto Francês de Investigação para a Exploração do Mar, e pelo Dr. Robert Ballard, pertencente naquela altura ao Instituto Oceanográfico Woods Hole."

http://www.titaniclisboa.com/

Aberta todos os dias das 10:00 às 21:00. até 10 Agosto
A exposição permanece aberta até às 22:30 para os últimos visitantes.

LOCAL: ESPAÇO ROSSIO, Estação do Rossio, Lisboa
tel.: 21.346 83 69 (informações)

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Manuela Ferreira Leite quer "rasgar" na Educação


"A exactamente três meses das eleições legislativas, o debate político vai-se centrando em torno das opções programáticas do PS e do PSD para a próxima legislatura. Manuela Ferreira Leite quer "rasgar" o essencial do programa de obras públicas. Mas não só: prepara-se também para inverter prioridades no sector da educação. Menos estatística, mais exigência.

(…) Outro dos campos de reforma profunda deverá ser na educação. O PSD votou no Parlamento, com o resto da oposição, pela suspensão do novo regime de avaliação dos professores. E também, por várias vezes, acusou o Governo de Sócrates de estar obcecado com as estatísticas do insucesso e do abandono escolar, desguarnecendo a exigência sobre os alunos. Um programa do PSD deverá incluir uma reforma curricular profunda de forma a inverter as prioridades.

"Rasgar", "repudiar" , "romper" - foram estes os verbos usados pela líder do PSD, na semana passada, para qualificar o destino que, se ganhar as eleições, dará às políticas de Sócrates. (…)"


João Pedro Henriques, DN, 29 de Junho de 2009

Comentário:
Quantos de nós estão dispostos a 'pagar para ver'?
Lembremo-nos de que a Manelita até já foi Ministra da Educação!
É que de promessas...

Exposição colectiva de Pintura no Porto


Artistas participantes:

Allera Cosimo, Ana Camilo, Angela Ferrara, Astrid Pesarino, Carla Taveira, Carlos Godinho, Cláudia Silva, Célia Alves, Cosme, Cristina Mendonça, Delfina Mendonça, Elisabete Silva, Ernesto Silva, Etay Gabay, Francisco Urbano, Ilaria Pergolesi, Irene Pissarro, João Carita, José Cunha, José Miguens, Léa Dray, Lya Alves, Maria Emília Amaral, Maria José Táboas, Massimo Bardi, Monika Grygier, Nicolau Campos, Patty Silva, Pedro Prata, Ricardo Passos, Robert Schwarz, Rose Canazarro, Ruela, Sara Tillo, Sílvia Alba, Stefania Mollo, Susy Manzo, Thommy Ha., Valentina Majer, Victor Tajes e Yana Stamatova.

Galeria Geraldes da Silva
Rua Santo Ildefonso
(perto do Coliseu do Porto)
225/229, 4000 - 470 Porto - Portugal
4 a 31 de Julho de 2009

Curador: Francisco Urbano

Ficam desde já todos convidados a aparecer no Porto.

Na imagem Pintura "Olhos" de Ana Camilo

Elton John dedicou músicas a Cristiano Ronaldo e Michael Jackson







«Don't Let The Sun Go Down On Me» é o título da música que Elton John dedicou ao futebolista português no concerto deste domingo, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa.
Na abertura do concerto a canção «Funeral for a Friend/Love Lies Bleeding», foi dedicada a Michael Jackson.
No campo das dedicatórias ouviu-se ainda "Candle in the Wind" que Elton cantou no funeral da Princesa Diana de Gales".


"«Para o Ronaldo, a transferência mais cara de sempre», disse Elton John à audiência, desconhecendo-se, contudo, se o craque seria uma das cerca de 13 mil pessoas que assistiram ao concerto do músico britânico.

Elton John teve uma calorosa enchente no Pavilhão Atlântico. Quem não o viu há 9 anos no Casino do Estoril, quando cancelou o concerto 15 minutos antes do início por causa de uma cena de ciúmes com o namorado, terminou esta noite de braços no ar a dançar e cantar. Os êxitos musicais da carreira do cantor percorreram a set list de alto a baixo. «Rocket Man» é a digressão que assinala os 40 anos em palco. Uma efeméride bem mais forte do que a crise financeira, pois o recinto encheu-se com 13 mil bilhetes vendidos, apesar do preço dos ingressos ir até aos 125 euros."

IOL Diário, 29 Junho 2009

PSD estuda perfil do próximo ministro da Educação?



Santana Castilho vai ser recebido pelo PSD no próximo dia 2 de Julho, tal como já aconteceu com Nuno Crato.

Consta que poderá até tratar-se de uma eventual auscultação a estas (e outras) personalidades com vista à possibilidade de ocupar a pasta da Educação, caso o PSD venha a formar o próximo governo.

Embora o PSD já tenha governado muito tempo e até em coligações com o PS, estes dois nomes no imediato inspiram-me, apesar de tudo, mais confiança do que Maria de Lurdes Rodrigues e os seus inenarráveis Secretários de Estado da Educação.

Se se trata apenas de um pedido de contributos para o programa da política educativa, sabe-se que estes dois Professores Universitários têm sido fortemente críticos face aos procedimentos desta equipa ministerial.

domingo, 28 de junho de 2009

STAR TREK








Passado, presente e futuro não são como eram

"O filme “STAR TREK”, ainda em exibição, longe de desiludir quem, como eu, assistiu na Televisão aos episódios da série original homónima, traz uma curiosa lufada de ar fresco àquela mítica série.

Mas, 40 anos depois, quem se lembra de “Star Trek”? Muita gente, a começar pela legião de fervorosos “fans” usualmente conhecidos como “Trekkies”, e que certamente reconhecerão neste filme um legítimo herdeiro da sua série de culto.

A série original, criada por Gene Roddenberry – já falecido e a quem o filme é dedicado –, conheceu 3 temporadas entre 1966 e 1969 que ficaram na memória de milhares de pessoas, graças ao carisma das personagens, é certo, mas também à qualidade de muitos dos seus episódios (alguns devidos a excelentes autores de FC, como Theodore Sturgeon). O trio central, constituído pelo irónico e impulsivo Capitão James Kirk (William Shatner, 1931), o 1º oficial Mr. Spock (Leonard Nimoy, 1931), sempre (ir)repreensivelmente lógico, e o céptico Dr. “Bones” McCoy (DeForrest Kelly, 1920-1999), contribuiu fortemente para o mito que se criou naqueles anos e nos subsequentes da década de 70, durante os quais a série foi re-exibida. O trio, que frequentemente trocava comentários agri-doces entre si, era secundado por bem caracterizadas personagens secundárias: Uhura, Mr. Sulu e Mr. Chekov na ponte de comando e o engenheiro Scott na sala das máquinas.

Todas estas personagens são agora interpretadas com talento por uma galeria de jovens actores: Chris Pine (Kirk), Zachary Quinto (excelente como Spock), Karl Urban (Eomer em “O Senhor dos Anéis”, aqui McCoy), Zoe Saldana (uma bela Uhura), John Cho (Sulu), Anton Yelchin (um russo a fazer de russo, Pavel Chekov) e Simon Pegg (Scott, cuja aparição se anuncia enfim pelo sotaque escocês); a fechar o “bouquet”, temos actores como Bruce Greenwood (Cap. Pike) ou Winona Ryder (mãe de Spock).

A história do filme “STAR TREK” fala de vingança, de coragem, de emoções, do valor da lógica e da contra-lógica, de crescimento e relações humanas... Nada de novo, naturalmente; assim como nos clássicos folhetins de aventuras, nós sabemos que os heróis não morrerão, que se salvarão no último instante e que acabarão por vencer. Mas queremos saber como e em que circunstâncias o farão! E é aí que reside o talento e a imaginação dos contadores de histórias. Neste caso, a performance é brilhantemente assumida pelos argumentistas Robert Orci e Alex Kurtzman (que escreveram “A Lenda de Zorro”, de 2005, com Antonio Banderas e Catherine Zeta-Jones) e traduzida em imagens com mestria por Jeffrey J. Abrams (um homem que, além de director, é também produtor, argumentista e compositor), com apoio num imenso batalhão de especialistas em CGI (Computer Generated Images). E, neste capítulo, também, o resultado é fabuloso!

O filme recupera os velhos paradoxos das Viagens no Tempo, a começar pela natureza da narrativa: um “flash back” à primeira viagem da nave espacial USS Enterprise, que não o é verdadeiramente porque o futuro é alterado pelas acções dos heróis e do vilão: o Romulano Nero, soberbamente interpretado por Eric Bana. Neste confronto passado/futuro, a grande surpresa é a aparição do próprio Leonard Nimoy, na pele de um velho Spock que acaba por se reencontrar a si próprio em início de carreira. A presença de Nimoy parece ser também uma espécie de caução a um filme que respeita profundamente o espírito da série original e das suas personagens, reiventando-o com inteligência, criatividade e engenho. É nesse sentido, aliás, que, no final, reconhecemos a equipa básica reunida, pronta a partir para a sua missão em direcção ao desconhecido; e, neste momento, viajamos nós ao nosso próprio passado, com sabor moderado a nostalgia: o filme acaba com a célebre legenda em voz “off” (agora do velho Spock) que iniciava os episódios televisivos.

Mas, já que o futuro foi alterado, os episódios que conhecemos poderão deixar de existir; e assim, também para nós, que fomos ao passado da Enterprise, o seu futuro passa a ser uma incógnita. Como deve ser, talvez!..."

Luís Diferr, 28 de Junho de 2009

Imagens:
1. Spock e Kirk a bordo da 'nova' USS-Enterprise
2. Mr. Spock (Leonard Nimoy)
3. A nave USS-Enterprise
4. A equipa da série original

Música para domingo chuvoso





Alguns anos depois do fim dos Abba, Agnetha Fältskog aqui num registo diferente...

Humor em tempos de crise



"A XI edição do Porto Cartoon World Festival contou com a participação de 500 humoristas de 70 países e teve como temática central "as crises".

A XI edição do Porto Cartoon World Festival contou com a participação de 500 humoristas de 70 países, com cerca de 2000 desenhos.

O vencedor da edição de 2009 é Mihai Ignat, o segundo prémio foi para o português Augusto Cid e o terceiro a atribuído a Zygmunt Zaradkiewicz, da Polónia.

O júri internacional, decidiu ainda atribuir 11 menções honrosas a artistas de dez países: Austrália, Bulgária, Coreia do Sul, França, Irão, Itália (2), Polónia, Rússia, Turquia e Ucrânia.

O festival é considerado pela Federation of Cartoonists Organizations (FECO), um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo.

Os trabalhos estão expostos no Museu Nacional da Imprensa, no Porto."


Pedro Neves, EXPRESSO, Domingo, 28 de Junho de 2009

Elton John em Lisboa




Hoje, dia 28 de Junho no Pavilhão Atlântico.
Os preços dos bilhetes variam entre os €40,00 e os €125,00.


Neste vídeo, gravado ao vivo num concerto por Africa, Elton John é acompanhado pelos dois excelentes guitarristas Eric Clapton e Mark Knopfler.

Novo Museu da Acrópole


"Depois de mais de três décadas de espera, os gregos reunem num só espaço todas as esculturas encontradas nas muitas escavações feitas na Acrópole, em Atenas.
O novo museu exibe quatro mil artefactos."


Alexandra Carita, EXPRESSO, Sábado, 27 de Junho de 2009

Ensino tipo linha de montagem














A propósito dos Cursos das "Novas Oportunidades"

"Governo tem de qualificar mil por dia para cumprir Novas Oportunidades.
Nos centros de formação sente-se a pressão para cumprir as metas.
Responsável diz que é possível certificar 1 milhão até 2010".


Expresso, 27 de Junho de 2009, pág 20

Comentário:
O pior é que os produtos são uma completa fraude e só obedecem a um duvidoso imperativo estatístico.


Imagem: Chaplin, "Tempos Modernos"

sábado, 27 de junho de 2009

Calendário eleitoral


Cavaco Silva opta por eleições separadas

"O Presidente da República marcou as Legislativas para 27 de Setembro. O Governo escolheu 11 de Outubro para as Autárquicas."

visao.pt, Lusa 13:14 Sábado, 27 de Junho de 2009

Já foi veiculado como proposta que, aproveitando as eleições legislativas para mais uma vez demonstrarem nas ruas a força e as razões do seu descontentamento, os Professores portugueses venham a organizar outra grande manifestação nacional no dia 26 de Setembro, sábado, em Lisboa.

Subscrevo esta proposta, no sentido de que todas as forças Sindicais se unam, assim como os Movimentos Independentes de Professores, uma vez que o ano lectivo estará em fase de arranque e é fundamental derrotar a maioria absoluta, antes que todos os males que têm vindo a afectar seriamente esta classe, agora apresentados como mais ou menos transitórios, se venham a converter em definitivos.

A mais bela canção escrita por Michael Jackson




"We Are The World" foi escrita por Michael Jackson e Lionel Richie, produzida por Quincy Jones e gravada por reputados músicos e cantores, populares em todo o mundo, para angariar fundos para ajudar a combater a fome na Etiópia, em 1985.

Esta é para mim a mais bela canção alguma vez escrita por Michael Jackson, expressando uma faceta de doçura e humanidade, que me agrada muito mais do que outras fases, de "enfant terrible", mais tardias.

Esta canção tornou-se um Hino Mundial de Solidariedade e Michael Jackson teve o mérito de reunir nomes que muito admiro, como Stevie Wonder, Ray Charles, Bruce Springsteen, Dionne Warwick, Lionel Ritchie, Paul Simon, Tina Turner, Kenny Rodgers, Diana Ross, Willie Nelson, Kim Carnes e Bob Dylan.


Em cima: Michael Jackson no Estádio de Alvalade, em Lisboa, "Dangerous Tour", única vez que actuou em Portugal

Foto de Luísa Ferreira, Público.Pt

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Michael Jackson – anjo caído?


É admirável a rapidez com que proliferaram as notícias e as homenagens a Michael Jackson no You Tube.

Nas televisões americanas comparam o seu desaparecimento ao de Elvis Presley, de quem ele era na verdade ex-genro…!

Vi um post especialmente significativo no Blog espanhol “El Universo de Arwen”, onde a sua autora fez um levantamento exaustivo da biografia do cantor e donde retirei a imagem acima.

Fiquei impressionada, numa volta que dei pela blogosfera, com a dimensão emocional e mediática que este fenómeno atinge.

Sobre a morte aparentemente súbita de Michael Jackson, pairam agora dúvidas que me parecem ser de alguma gravidade, e, por isso, menos de 24 horas depois, volto a escrever sobre ele.

O médico, única pessoa presente quando Michael Jackson teve a paragem cardio-respiratória, está desaparecido e é neste momento procurado pela Polícia. Aquele ter-lhe-á injectado um narcótico semelhante à morfina, na sequência do que o cantor parou de respirar.

Os meios legais colocam agora a hipótese de a causa de morte ter sido uma overdose.

Esta circunstância faz-me lembrar não só de Elvis, como de Jim Morrison, que tiveram mortes mais ou menos idênticas e igualmente precoces.

Se eu acreditasse no determinismo, seria levada a dizer que Michael Jackson tinha nascido marcado por um destino trágico.

De menino pobre a milionário, o percurso de Michael Jackson parece ter sido maior do que aquilo que cabia na sua curta longevidade, já que viveu intensamente em pouco tempo.

Até quando terá sido feliz? Quando terá passado a ser atormentado pela doença, pelas fobias, pelos vícios, pela extravagância? Não terá sido tudo isso a razão de ser do seu talento?

Longe de mim fazer a apologia da loucura, mas a verdade é que as pessoas ditas “normais” nunca têm grandes rasgos de genialidade!

De mortes precoces de artistas tão geniais quanto extravagantes, está a história cheia desde sempre, começando em Mozart, passando por John Lennon e terminando em António Variações...

Espero sinceramente que o Michael possa voar para uma dimensão que lhe seja menos dolorosa, onde possa repousar a sua perturbação, já que, visivelmente, ele não estava bem neste mundo e nem na sua própria pele.


(Ilustração de autor que não foi possível identificar)

Avaliação Docente com quotas


O modelo português de Avaliação de Desempenho Docente é o único em 5 países com quotas para classificações mais altas, isto é, Muito Bom e Excelente.

Isto foi revelado num estudo comparativo encomendado pelo próprio governo.
Já nem os serviços pagos pelo Ministério da Educação conseguem mascarar a realidade, que nalguns casos, como neste, é vergonhosa.


"O relatório "Benchmark (Padrões) de Avaliação de Desempenho", datado de 2009, foi pedido à consultora Deloitte pelo Ministério da Educação, no âmbito do processo de implementação do Modelo de Avaliação de Desempenho dos Educadores e Professores, e compara as formas de avaliação dos docentes em Portugal, França, Inglaterra, Holanda e Polónia."

Pode ler o artigo completo no Público de hoje.

Farrah Fawcet - Truly Trionic



Ilustração inspirada em fotografia de Farrah Fawcet: "Truly Trionic" por Philip Castle

Enviada por Luís Diferr

Farrah Fawcet - american beauty







Farrah Fawcet morreu aos 62 anos (1947-2009)

"O cancro acabou por vencer Farrah Fawcett. A actriz morreu, esta quinta-feira, em Los Angeles. O seu companheiro de há 30 anos, o actor Ryan O'Neal, não conseguiu ver o sonho de se casarem realizado."

visao.pt 21:16 Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Comentário:
Conheci esta actriz na série televisiva "Charlie's Angels".
Mais tarde vi-a em vários filmes e sempre lhe pressenti um ar de infelicidade.
Contudo, e apesar do seu ar triste, achava-a muito bela.
Dei comigo no final da adolescência a imitar-lhe os penteados durante vários anos.
E a dizer às minhas amigas "eu gostaria de ser como a Farrah Fawcet!"

So long, beauty!

Black or White - essa era a questão


Embora não apreciasse particularmente Michael Jackson, não posso deixar de assinalar a sua morte, dado ele ser uma estrela incontornável da música pop.

Figura controversa sobre a qual recaíam ultimamente suspeitas de pedofilia, aquilo que mais me impressionava em Michael Jackson era a rejeição pela cor da sua pele e os constantes tratamentos estético-cirúrgicos, que fizeram dele uma figura grotesca e estranhamente perturbadora.

Este artista, de evidentes talentos para a música e para a dança, era um grande amigo de Elizabeth Taylor e foi casado com a filha de Elvis Presley, Lisa-Marie.

Faleceu aos 50 anos na Califórnia vítima de paragem cardíaca.
O seu conflito racial interior foi finalmente resolvido.


O Expresso on-line publica hoje um Dossier completo sobre o cantor.
Eis alguns dos cabeçalhos:


- "Antes do estrelato, das controvérsias, dos alegados crimes e de tudo o mais, Michael Jackson também foi um menino que, naturalmente, passou pela idade da inocência."

- "O "Rei da Pop" tinha 50 anos e preparava-se para uma monumental digressão de despedida ("This Is It") composta por 50 concertos em Londres, na O2 Arena, a decorrer entre 13 de Julho de 2009 e 6 de Março de 2010."

- "Dos "The Jackson 5" ao estrelato mundial. A carreira de Michael Jackson disparou cedo. O rei da pop morreu aos 50 anos."

- "O músico norte-americano que hoje morreu está longe de ser uma figura consensual, mas foi, indiscutivelmente um artista brilhante que marcou os anos oitenta e noventa."

"Milhares de pessoas começaram a juntar-se para chorar a morte de Michael Jackson."

EXPRESSO, Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

ME e Sindicatos - mais uma negociação falhada


"O secretário de Estado da Educação, Jorge Pedreira, assumiu esta tarde, em conferência de imprensa, que não vai ser possível chegar a acordo com os sindicatos dos professores sobre a revisão do Estatuto da Carreira Docente.

Este facto não impedirá o ME de avançar com as suas propostas para aprovação em Conselho de Ministros.

Ontem, o Ministério formalizou a sua proposta de revisão estrutura da carreira docente, mas não abdicou da divisão em duas categorias. Pedreira reconheceu que esta posição torna inviável um acordo. "Para os sindicatos tudo o que não seja a abolição das duas categorias não é valorizado", disse.

Falta ainda apresentar a proposta sobre o modelo de avaliação de desempenho. A ministra da Educação anunciou na semana passada que espera um parecer do Conselho Científico para a Avaliação dos Professores. "O processo terá de estar concluído até ao final de Julho", disse Pedreira, adiantando que avançarão depois para a sua aprovação em Conselho de Ministros."

Público, Clara Viana - 25.06.2009 - 18h01

Comentário:

Hoje Jorge Pedreira entregou a sua proposta à FNE, na qual fica claro que não abdica da divisão da carreira em duas.
Hoje fá-lo-á à Fenprof, que entretanto convocou uma conferência de imprensa.

João Dias da Silva declarou que
"não abdicamos da abolição desta divisão iníqua, que se tem revelado profundamente perturbadora do funcionamento das escolas e um factor de degradação da qualidade das relações humanas e profissionais".

Mário Nogueira já adiantou que "os professores responderão na rua (...) em Setembro".

Não se pode dizer que mais esta tentativa falhada seja surpreendente.
Desta equipa do ME não espero mais nada, já o escrevi aqui há algum tempo.
Espero que ela caia nas próximas eleições e que os professores e as suas famílias tomem em mãos a tarefa e a consciência de ter de trabalhar nesse sentido.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Há 35000 anos já se tocava flauta



"Uma flauta de osso com mais de 35 mil anos encontrada no sudoeste da Alemanha é o instrumento musical mais antigo do mundo — os mais antigos que se conheciam até agora remontavam há 30 mil anos.

Doze pedaços da flauta, com 21,8 centímetros de comprimento e oito milímetros de diâmetro, foram encontrados em 2008 na gruta de Hohle Fels, perto de achados que têm entre 29 mil e 37 mil anos, relatam hoje os investigadores na revista Nature.

O instrumento foi talhado em ossos de grifo (uma espécie de abutre), que tem entre 230 e 265 centimetros de envergadura e cujos ossos são “perfeitos para fabricar grandes flautas”, escrevem Nicholas Conard, Susanne Muenzel e Maria Malina, da Universidade de Tubingen e da Academia de Ciências. “A superfície e a estrutura da flauta estão em excelente estado e revelam muitos dados sobre o seu fabrico”, dizem, citados pela AFP.

O instrumento tem cinco buracos e quatro riscas que “serviriam para marcar a posição onde os buracos deviam ser furados”, usando pedras grosseiramente talhadas. A flauta tem também dois talhos profundos em forma de “V” numa das pontas, que serviriam para criar um bico.

Foram também encontrados fragmentos de flautas em marfim. “A técnica para fazer flautas de marfim é mais complexa do que usando ossos de aves”, sublinha um comunicado da universidade de Tubingen.

Em Hohle Fels, a equipa de Nicholas Conard descobriu também uma estatueta com 35.000 anos, já descrita numa revista científica, que é a mais antiga representação do corpo feminino."


Público-24.06.2009 - 21h25

Comentário:
É curioso assinalar a "coincidência"(?) das datas: há entre 30 e 35 mil anos que se pensa ter desaparecido o Homem de Neanderthal, que vivia também ali pela Alemanha...

Dadas as descobertas arqueológicas encontradas pertencentes a estes nossos "primos colaterais" que chegaram a coexistir (embora talvez não pacificamente) com o Homem de Cro-Magnon, nosso antepassado directo, não me repugna nada pensar que estas flautas possam ter pertencido aos neanderthalensis, pessoas com vida social e espiritual, senso estético e religioso...

O seu desaparecimento permanece até hoje um mistério.

Estou assim

One more night



"Especialmente dedicado aos correctores, ainda que os outros não sejam surdos.

Para contrariar a tendência destes últimos dias e, sobretudo, destas fantásticas noites de imenso cansaço e trabalho.
Se nos dão mais, vamos "pelo cano".

Ainda bem que existe música.
E café.
E o futuro no horizonte."

Cortesia da Carmela

Meu Comentário:

As duas colaboradoras eventuais deste Blog são professoras correctoras nesta fase.
Presenciei de perto a semana infernal que têm tido, com múltiplas tarefas às quais têm de dar resposta em tempo recorde: em simultâneo com a correcção dos exames, em grande número, têm ao mesmo tempo dado aulas e estado presentes em Conselhos de Turma.

O Ministério da Educação parece ignorar despreocupadamente as péssimas condições de trabalho em que estes professores cumprem uma tarefa de enorme responsabilidade como é a correcção de provas de exame.

A Pérola de Cultura sentiu a falta dos contributos da Gabi e da Carmela, solidariza-se com elas e envia um abraço fraterno a todos os professores correctores deste país, que estão sobrecarregados de trabalho e com noites insones.

Que a música de Phil Collins possa apaziguar o vosso cansaço.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Bloco de Esquerda subscreve o Compromisso Educação



"Foi extraordinariamente positiva a reunião que hoje decorreu, na Assembleia da República, entre o Bloco de Esquerda (representado pelas deputadas Ana Drago e Alda Macedo) e os Movimentos Independentes de Professores, APEDE, MUP e PROmova.

Além de se ter verificado, entre todos, uma convergência, tanto ao nível na constatação do ataque à escola pública e aos professores encetado por este Governo, como no plano da denúncia do carácter inconsistente e arbitrário do essencial das suas políticas educativas, o Bloco de Esquerda subscreveu o COMPROMISSO EDUCAÇÃO e assumiu perante os representantes dos Movimentos de Professores que, no que depender de si na próxima legislatura, porá fim à divisão da carreira e suspenderá o actual modelo de avaliação.

As representantes do Bloco de Esquerda manifestaram, ainda, uma grande preocupação com o novo modelo de gestão, denunciando a partidarização das escolas e as transformações estruturais que o mesmo desencadeará, em termos da democraticidade e da autonomia das escolas. Evidentemente, a APEDE, o MUP e o PROmova acompanham o Bloco de Esquerda nestas preocupações e pugnarão, no quadro da próxima legislatura, pela revisão do novo modelo de gestão das escolas.

Tendo em conta os possíveis cenários que podem decorrer das próximas eleições legislativas, está consumada uma parte significativa da estratégia de isolamento político deste PS de Sócrates à sua esquerda.

Os Movimentos Independentes de Professores vão procurar, até aos próximos actos eleitorais, obter o mesmo tipo de compromisso, claro e público, por parte do PCP, do PSD e do CDS-PP, relativamente à necessidade de se pôr fim à divisão da carreira e ao actual modelo de avaliação do desempenho, enquanto condições imprescindíveis à pacificação das escolas, à recuperação da confiança dos professores e à erradicação de políticas de mentira, de falta de seriedade e de injustiça, tal como foram implementadas por Sócrates e pela equipa do ME.

Desta forma, os professores e as suas famílias isolam politicamente este PS e encontram alternativas de identificação eleitoral à esquerda e à direita, consoante as suas opções ideológicas, que lhes permitam, tanto a reafirmação da sua dignidade e prestígio, como a reposição da seriedade e da justiça nas escolas."

PROmova, PROFESSORES – Movimento de Valorização

Em memória de Neda Soltan, iraniana de 27 anos, estudante de Filosofia e Música


(...) "Neda Soltan, a quem os bloggers iranianos chamam o Anjo da Liberdade, tornou-se o rosto dos protestos que exigem a repetição das eleições presidenciais de dia 12 e consideram uma fraude a reeleição do Presidente Mahmoud Ahmadinejad. As imagens da morte da jovem estudante de filosofia chegaram a todo o mundo através do Youtube, transformando-a num símbolo da violência da repressão." (...)

PÚBLICO, 23.06.2009 - 10h08

Bloco de Esquerda apoia candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República


"O líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, admitiu, em entrevista ao Rádio Clube, apoiar uma eventual candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República.

Segundo Francisco Louçã, os bloquistas abdicariam de apresentar um candidato caso o histórico socialista entrasse na corrida para Belém, por considerarem que Alegre é a pessoa mais bem colocada para unir a esquerda nas presidenciais.

O dirigente do BE considerou, ainda, que o socialista representaria “um grande vendaval de esperança e uma renovação da emergência política em Portugal”, pelo que contaria com o “apoio, entusiasmo e participação” daquele partido caso concorresse ao cargo de Presidente da República. Contudo, Francisco Louçã disse que não iria “pressionar nem sugerir” esta candidatura que definiu como uma “intervenção cidadã”.

Recorde-se que Manuel Alegre concorreu nas últimas presidenciais - vencidas por Cavaco Silva com 50,54 por cento dos votos - sem o apoio do PS, que escolheu como candidato o também histórico Mário Soares. Ainda assim, o deputado ficou em segundo lugar, com 20,74 por cento dos votos, seguido de Mário Soares que ficou com 14,31 por cento. Francisco Louçã foi na altura o candidato do Bloco de Esquerda."


PÚBLICO, 22.06.2009 - 09h54

Afonso Henriques - 900 anos



"D. Afonso I, mais conhecido pelo seu nome de príncipe, Dom Afonso Henriques, (1109 - 1185) foi o primeiro rei de Portugal, conquistando a independência portuguesa em relação ao Reino de Leão em 1143 no tratado de Zamora.

Em virtude das suas múltiplas conquistas, que ao longo de mais de quarenta anos mais que duplicaram o território que o seu pai lhe havia legado, foi cognominado O Conquistador; também é conhecido como O Fundador e O Grande. Os muçulmanos, em sinal de respeito, chamaram-lhe Ibn-Arrik («filho de Henrique», tradução literal do patronímico Henriques) ou El-Bortukali («o Português»).

Afonso Henriques era filho de Henrique de Borgonha, Conde de Portucale e da infanta Teresa de Leão. Há quem defenda que era filho de Egas Moniz. A data e local do seu nascimento não estão determinados de forma inequívoca. Hoje em dia, a data que reúne maior consenso aponta para o ano de 1109. Almeida Fernandes, autor da hipótese que indica Viseu como local de nascimento de D. Afonso Henriques refere a probabilidade de ter nascido em Agosto, enquanto outros autores, baseando-se em documentos que remontam ao século XIII referem a data de 25 de Julho do mesmo ano. No entanto, já foram defendidas outras datas e locais para o nascimento do primeiro rei de Portugal, como o ano de 1106 ou de 1111 (hipótese avançada por Alexandre Herculano após a sua leitura da "Crónica dos Godos"). Tradicionalmente, acredita-se que terá nascido e sido criado em Guimarães, onde viveu até 1128. Outros autores, ainda, referem Coimbra como local provável para o seu nascimento."

Texto e Fotos: Wikipédia

Nas comemorações que têm lugar em Guimarães está integrada uma exposição com 900 desenhos feitos pelas crianças da cidade retratando o modo como vêem o monarca. Sugiro a visita.

Segundo o colega Paulo Guinote, professor de História a quem consultei sobre isto, 1111 deve ser a data mais provável do nascimento de Afonso Henriques.
O Paulo sugere que as comemorações se estendam até 2011, pois "afinal ele é que foi o verdadeiro pai da Nação".
Muito bem lembrado.
Fica este desafio à cidade de Guimarães.
Obrigada, Paulo.

Aprender?...isso custa muito!


"É maravilhoso quando ensino, especialmente a pessoas que querem aprender.

Isto torna-se ainda mais gratificante quando tenho alunos com 60 ou 70 anos, que nunca tocaram num computador e ao fim de um ano, embora com as limitações naturais de todos os factores envolventes a esta situação, já dominam a sua utilização.

Até aquela coisa esquisita a que lhe dão o nome de rato e que mais parece coisa do demo pois, no início “nunca vai para onde quero” e “nunca carrego no botão ou no local certo”, nem com a rapidez necessária, já se encontra dominado.

O sucesso é tão grande que, estas pessoas, ao fim de dois, três anos, tal como as crianças e os adolescentes, ficam viciados no computador e na Internet. Estão sempre a encher as caixas de correio electrónico uns dos outros e também as dos professores.
Esta é a maravilha da nossa essência humana... quando queremos, repito, só quando queremos, podemos aprender e evoluir na nossa pequena caminhada que é a vida... citando palavras do Ministério da Educação numa das suas divulgações sobre as novas oportunidades, "aprender até à cova"...

A diferença entre quem quer aprender e a maioria dos que vão para as novas oportunidades, é abismal, já que estes querem uma certificação, não pretendem aprender, até porque isso custa muito e dá trabalho...

No entanto isto até dá "jeitinho" a todos os que fazem a certificação nos centros de RVCC - Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências :

- os formandos ficam com um certificado de habilitação literária, que pode ir até ao 12º ano;

- o Centro recebe subsídios;

- os formadores são pagos;

- foi criado um novo técnico, também pago, para validar o formando;
- e, por fim, o governo mostra as estatísticas provando que temos menos pessoas iletradas.

Eu interpreto isto de outra forma: antes existiam muitos incultos, agora existem os mesmos incultos mas certificados.

Existe um problema de fundo no nosso ensino que, a quem de direito, deveria investigar. É um facto que, uma percentagem significativa dos alunos que chegam ao segundo ou terceiro ciclo do ensino básico, estão com problemas. Não estão motivados para a escola, não gastam de aprender, tudo “é uma seca e dá muito trabalho”, não levam o material escolar para a aula, não respeitam ninguém, etc.

Claro que isto se transforma num problema nacional de que se tem falado muito: o abandono escolar e a falta de aproveitamento.
Solução actual para esta situação: Cursos de Educação e Formação de Jovens. Os jovens frequentam estes cursos que, devido à sua natureza enquanto alunos, são muito simplificados; ficam com a habilitação do 9º ano mas não com as suas competências.

De todos os que vêm destes cursos e continuam a estudar no 10º ano, mais de 80% abandona os estudos antes do fim do ano lectivo. Entretanto, os alunos que já têm o 9º ano e mais de 18 anos, já podem ir trabalhar. É incrível, mas para o governo isto é um sucesso. Não sou perito na área, mas é fácil ver que estamos a remediar o mal que existe em vez de se efectuar um estudo profundo, desde o primeiro ano, para apurar as suas razões e, assim, criar um plano que ultrapasse verdadeiramente esta situação.

Além disto, os alunos que já tenham 18 anos e não tenham conseguido terminar o CEF ou tenham abandonado o 10º ano, podem ir a um centro de RVCC e, em 3 ou 6 meses certificarem-se, respectivamente, com o 9º ou 12º ano. Atenção que esta certificação baseia-se na experiência de vida pessoal e profissional. Estão a ver que tipo de experiência de vida pode ter um "miúdo" destes..."


O que não sabe pensar

Assim vai a Educação em Portugal


Foto: Alisdair-Miller

(Post dedicado à Anabela Magalhães)

A esperada ferramenta informática da DEGRHE


"AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE – FICHAS DE AVALIAÇÃO"

Há semanas anunciada, surgiu finalmente a dita "ferramenta informática" para preenchimento da Ficha de Auto-Avaliação na Página da DEGRHE.

Há itens, que, apesar de já não se aplicarem na versão simplex da Avaliação de desempenho, continuam a figurar na ficha, embora com o espaço trancado. Inexplicável.

Na secção das Perguntas e Respostas continua a haver situações aparentemente contraditórias, como seja a obrigatoriedade de o professor fixar os seus objectivos Individuais para poder ser avaliado, mas, por outro lado, se este não o fizer, pode o PCE ou Director fazê-lo por ele e comunicar-lhe...
Enfim, a DEGRHE no seu estilo habitual.

Não estou de modo algum a fazer um apelo a que corram a preencher o papelinho, nem o seu contrário.
É minha preocupação apenas aqui informar que a aplicação está disponível para consulta.

Já o escrevi aqui e repito: a participação ou não neste modelo de ADD deve ser objecto de cuidadosa ponderação individual, considerando a situação de cada um e a forma livre como deseja posicionar-se neste processo, de acordo com aquilo que a sua consciência decidir.

Consultem os seguintes links:


http://sc.dgrhe.min-edu.pt/fichas/avaliados.html

http://www.min-edu.pt/esclareceavaliacao/pr/home

http://www.min-edu.pt/esclareceavaliacao/pr/tag/objectivos%20individuais

E sirvam-se! Ou não!

(Imagem do site da Degrhe)

terça-feira, 23 de junho de 2009

Bloco de Esquerda pede a suspensão do modelo de Avaliação Docente


Os bloquistas dizem que não faz sentido manter um modelo que é um «erro»

"O Bloco de Esquerda (BE) quer que o Governo suspenda de imediato a avaliação de professores. Os bloquistas dizem que não faz sentido manter um modelo que é um «erro».
O modelo de avaliação de professores gerou muita polémica e uma guerra entre Governo e professores. Na semana passada a ministra da Educação pediu um parecer ao conselho científico para a avaliação de professores. Mas o Bloco defende que o modelo deve ser suspenso já.
O ministério da Educação já fez o balanço da legislatura. O abandono escolar diminuiu. Ana Drago concorda, mas diz que é preciso fazer mais."


IOL Diário, 23 Junho 2009

---------------------------------------------------------------------

"No dia 24 de Junho de 2009, pelas 10.30, terá lugar, na Assembleia da República, uma importante reunião entre os movimentos independentes de professores (APEDE, MUP e PROmova) e o Bloco de Esquerda [BE], visando o estabelecimento de um COMPROMISSO EDUCAÇÃO que, entre outras convergências possíveis, permita obter do BE um compromisso público de que, no quadro da próxima legislatura e no que depender de si próprio, revogará a divisão da carreira e suspenderá o actual modelo de avaliação."

In PROMOVA, Terça-feira, 23 de Junho de 2009

"Matéria de enorme complexidade"


Ministra da Educação diz que aguarda pareceres para decidir sobre avaliação de professores

"A ministra da Educação garante que não há qualquer atraso no processo de decisão sobre o que vai acontecer com a avaliação dos professores. E diz que está à espera de pareceres para decidir. “Não há qualquer morosidade”, afirmou hoje Maria de Lurdes Rodrigues aos jornalistas, à margem da cerimónia de lançamento do Portal da Educação, em Lisboa.

O Ministério da Educação divulgou na sexta-feira um relatório do Conselho Científico para Avaliação de Professores (CCAP) - um organismo criado em 2007 que tem como função monitorizar a forma como a polémica avaliação de desempenho dos docentes é aplicada.

Na sequência da apreciação feita, no âmbito da qual se apontam vários problemas, Maria de Lurdes Rodrigues pediu ao CCAP um parecer para saber se deve, no próximo ano, adoptar finalmente o modelo de avaliação aprovado em 2008 (ainda que com as alterações que se considere necessárias) ou se deve manter o regime simplificado aplicado este ano lectivo.

“Aguardamos um conjunto de pareceres e é esse conjunto de informação que nos permitirá tomar uma decisão que deve depois ser negociada com os sindicatos”, explica a ministra. “Esta é uma matéria de enorme complexidade” e “a decisão está em processo”.

No seu parecer, o CCAP recomenda ao Governo o alargamento dos ciclos da avaliação, actualmente de dois anos lectivos. Diz também que todas as medidas devem ser testadas antes da sua generalização, de modo a garantir a sua “qualidade, compreensão e apropriação”.

O CCAP recomenda que os avaliadores beneficiem de uma “formação especializada de carácter científico, técnico e profissional”. E que os instrumentos de registo e as fichas de avaliação sejam considerados “apenas como meios, e não como fins”.

O processo de avaliação dos professores foi um dos motivos para as grandes manifestações de docentes de oito de Março e oito de Novembro de 2008 e de 30 de Maio deste ano. O modelo foi simplificado por duas ocasiões.

Sindicatos e Governo realizam este mês e no próximo um processo de revisão da avaliação de desempenho."

PÚBLICO/LUSA - 22.06.2009 - 16h19

Comentário:
REVER por si só, não chega. É preciso revogar a legislação que serve de suporte a um modelo de Avaliação de desempenho tão desadequado à realidade das nossas escolas, assim como um Estatuto da Carreira Docente que permitiu uma divisão artificial da carreira em duas.

Exposição de Pintura



Francisco Nunes Amaral

Curso de Pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes (1996/99).
Curso de "Temas de Estética e Teorias de Arte Contemporânea" (1998).

Trabalhou em Atelier, com o Pintor Vieira Baptista (2003/04).

Exposições individuais:
Câmara Municipal de Peniche (2001)
Câmara Municipal de Lisboa (2004)
Casa do Artista -Lisboa (2004 e 2006)
Instituto Politécnico de Portalegre (2006)

Exposições colectivas:
Sociedade Nacional de Belas Artes -Lisboa.
Ministério das Finanças - Lisboa.
Galeria Exclusive -Carnaxide.
Algumas Exposições Internacionais de Artes plásticas - Vendas Novas.
Galeria Espaço d' arte -Vera Cruz - Aveiro.
Galeria Paleta - Lisboa.
Salão Nobre da SIMECQ -Cruz Quebrada - Oeiras.
Exposição no Jardim da Estrela – Lisboa

SALÃO NOBRE SIMECQ
26, 27 e 28/06/2009
Das 17.30 às 20.00h
Rua Sacadura Cabral, 81 CRUZ QUEBRADA
(gps – 38º42’03.10”N - 9º14’57.41)

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Milagre - deliciosa ironia


Milagre

"Esta coisa da humildade está a dar resultado. (…)

Sócrates teve agora a sua epifania. Foi preciso o pior resultado eleitoral na história do PS para a revelar, mas aí está. Morreu o Animal Feroz, viva o Animal Domesticado. Aleluia, que nasceu o novo homem, doce, cordato, simpático, sereno. "Hossana" grita o país em coro, maravilhado com o testemunho de humildade franciscana que agora transborda das suas comunicações e que, qual aura de beatitude, se está a alastrar, comunicando-se a fiéis e a infiéis, a jornalistas e políticos. (…)

"É tão humilde, não é?". (…)

"Bem-aventurados os mansos pois herdarão a terra" ouve-se em coro quando o povo sobressaltado vê que o Animal Feroz partiu e em seu lugar serpenteia a mansidão dialogante. Estava tudo previsto. Foi inspiração súbita que levou os técnicos da assessoria de imagem a ter o ímpeto de correr para o Antigo Testamento e parar, siderados, em Isaías 65:25 onde se lê claramente: "E o lobo e o cordeiro pastarão juntos (…) e o leão comerá palha como o jumento e (…) não haverá mais cenas embaraçosas". (…)

De facto, a diferença é tão abissal que já nem precisamos de eleições. Já mudámos de governante. Ou melhor ainda. O governante mudou-se a si mesmo. Acabou-se o vociferante Orlando Furioso de Ariosto, destruído em autocombustão purificadora entre frémitos coléricos no Parlamento e estertores catárticos em estúdios de TV. Ficou-nos o Orlando Enamorato de Boiardo, suave, sério, intenso e sempre, sempre, terno. (…)

Os vendilhões já foram escorraçados do templo. Fica-nos a nova era e a nova imagem que vai ser construída por santos profetas milagreiros (…).

(…) Sempre houve crentes e crédulos."

Mário Crespo in JN-Online (22/06/2009)

Prosseguindo o Compromisso Educação



"Os movimentos independentes de professores, PROmova, APEDE e MUP, continuam a isolar politicamente este PS de Sócrates, concretizando o COMPROMISSO EDUCAÇÃO com todos os partidos da oposição. (…)

Neste âmbito, ocorreu, no dia 19 de Junho, uma reunião entre o PROmova (representando a APEDE e o MUP) e a estrutura de coordenação distrital de Vila Real do BE (como documentado na foto). (...)

À semelhança do que já acontecera com a distrital do PSD, os professores do distrito de Vila Real têm, igualmente, no BE uma opção eleitoral que se traduz numa valorização dos professores e das suas justas reivindicações. (…)

Na próxima quarta-feira (24 de Junho, 10.30), os movimentos independentes de professores reunirão, na Assembleia da República, com elementos da estrutura de coordenação nacional do Bloco de Esquerda, a quem apresentarão o documento que consubstancia o COMPROMISSO EDUCAÇÃO, tendo a expectativa do bom acolhimento desta iniciativa e tendo a certeza que o Bloco de Esquerda se comprometerá, no que depender de si, com a revogação da divisão da carreira e com a substituição deste modelo de avaliação, já a partir de Outubro."

PROmova, PROFESSORES – Movimento de Valorização

Pode ler a notícia completa aqui.

"Outro tempo começou para mim agora"

Ana Carolina

Por um mesmo calendário escolar para a Educação Pré-Escolar


"Desde 2002 que à Educação Pré-Escolar é aplicado, injustamente e sem fundamentação credível, um Calendário Escolar específico, que prolonga a actividade lectiva nos Jardins de Infância em mais 5 semanas do que o ensino básico - uma semana no período de Natal, uma semana no período da Páscoa e três semanas no final do ano lectivo.
Está a decorrer uma petição no sítio da FENPROF que deve ser assinado por todos os docentes.
Agradecia aos editores dos Blogues que ajudassem a divulgar a petição."


(Por Isabel Pedrosa Pires in Bilros e Berloques)

PETIÇÃO POR UM MESMO CALENDÁRIO ESCOLAR
Ler e assinar aqui

Liberdade para o Irão




Depois de o regime iraniano ter bloqueado muitos sites da Internet, alguns cidadãos, já habituados a fazer uma forte resistência e usar da imaginação para driblar os mecanismos do sistema, recorreram ao Twitter e ao Facebook como forma de iludir a censura.
Assim, muitas acções de resistência e luta pela Liberdade passam neste momento pelas mãos hábeis de muitos Bloggers.
As fotos acima são de "Reza", um estudante de Medicina que as colocou no Flickr.