segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Dedicado a Carolina Patrocínio



A pedido de várias famílias...

Curso de Filosofia Budista



ENCONTRAM-SE ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE FILOSOFIA BUDISTA 2009 / 2010
Data de início do curso: 17 de Outubro


STEPHEN BACHELOR ( autor de "Budismo Sem Crenças" )EM PORTUGAL
Grupo de Estudo | 3 DE SETEMBRO | Lisboa, Centro BudaDharma
Av. da República, nº 3 – 1º andar (junto à Praça do Saldanha)
1050-185 Lisboa
Palestra |3 DE SETEMBRO | Lisboa na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa – Anfiteatro III
Retiro | 4 A 6 DE SETEMBRO | Mafra nos 4 Ventos, site www.4ventos.org
Mais informações telef.: 913 590 753


TERÇA-FEIRA, 8 DE SETEMBRO -13h - 14h
CURSO DE INTRODUÇÃO À MEDITAÇÃO
6 sessões às Terças-feiras durante 4 semanas.
Luís Carmo

QUARTA-FEIRA, 9 DE SETEMBRO - 19h30 - 21h30
INTRODUÇÃO À TEORIA E PRÁTICA DO BUDISMO
4 sessões sempre às quartas-feiras, até 30 de Setembro.
Luís Carmo

SEXTA-FEIRA, 11 DE SETEMBRO - 19h-22h
CURSO DE INTRODUÇÃO À MEDITAÇÃO BUDISTA
2 Sessões nos dias 11 e 14 de Setembro ( Segunda-feira). Dia 14 de Setembro das 19h30 até às 22h30
Paulo Borges

SÁBADO, 12 DE SETEMBRO - 15h - 19h
SEMINÁRIO: A NATUREZA DE BUDA
Paulo Borges

SÁBADO, 12 DE SETEMBRO - 20h
JANTAR TERTÚLIA
Tema: A NATUREZA DE BUDA
Lembramos que a finalidade deste evento é, para além do convívio, a angariação de fundos para a U.B.P.
RESTAURANTE MUITO BOM
Avenida Santos Dumont 63 C - Lisboa
1050-202 LISBOA
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Nossa Senhora de Fátima
Acessos: Metro: Praça de Espanha; Autocarros: 16, 26, 56
CONTRIBUIÇÃO: 20€

DOMINGO, 13 DE SETEMBRO - 15 - 19h
ORIGAMI - UMA ARTE DA ATENÇÃO
Sessão única.
Luís Carmo e Ethel Feldman

QUINTA-FEIRA, 17 DE SETEMBRO - 19h30-21h30
CURSO INTERMÉDIO DE MEDITAÇÃO
4 sessões ( de 17-09-2009 a 08-10-2009), sempre à quinta-feira.
Sagarapriya

Aquilo por que alguns anseiam



Magnífica canção de Zucchero pelo combate ao aquecimento global, pela protecção das espécies em vias de extinção e da preservação do ambiente.
Porque Terra há só uma ela é o nosso habitat.


Vídeo gentilmente enviado pela Carmela

"Prefiro fazer batota do que perder", diz a mandatária!



"Profundo, este depoimento! E inteligente. E bonito.
Indispensável para quem gosta de cerejas sem caroços e de uvas sem grainha, essencial para os iniciados na "batota", para os que gostam de ganhar a qualquer preço, para os do culto da imagem e do vazio mental.
Por mim, prefiro que me retirem as pevides do melão, que foi com que fiquei, depois de ouvir isto. Ou os fiozinhos da banana, para não me encontrar, depois, abananado, se os desígnios da nação lhes forem entregues".


E-mail enviado pela Carmela

Zero reprovações - ordem para passar


Recebemos este texto de uma amiga leitora que o assume como um desabafo:
"A ordem é passar! Então agora com a escolaridade obrigatória até ao 12º ano , vai concretizar-se o sonho da Sra. Ministra da Educação : quase 100% de sucesso!

Na verdade, se os "injustiçados" e "traumatizados" que frequentam a fraude dos cursos CEF, Profissionais e o escândalo das Novas oportunidades podem passar sem saber ler ou escrever uma frase, - porque é que os alunos dos currículos normais, não hão-de passar todos?????
Os papás que reclamem também a "igualdade de oportunidades" , tão apregoada pelos socialistas! E já agora, porque não o grau de licenciatura para todos????

O facilitismo e a desresponsabilização dos "pobres jovens" terá um preço demasiado elevado para a economia nacional num futuro próximo:
Como exigir depois aos trabalhadores empenho e produtividade se fizeram toda a escolaridade sem o mínimo de exigência e responsabilidade? Como exigir-lhes depois o cumprimento de horários se o novo regime de faltas lhes permite ultrapassar todos os limites, obrigando os professores a um brutal acréscimo de trabalho com a elaboração das inúteis provas de recuperação de efeito quase nulo????
Como explicar-lhes depois que esta economia global se pauta pela livre concorrência e pelas leis do mercado e da competitividade??????
Como falar-lhes depois da importância do empreendedorismo?

Como lidará depois o patronato com estas novas gerações de "trabalhadores qualificados" que exibem orgulhosamente os seus "diplomas" e "certificados de habilitações"????
Não há ninguém que pare para pensar que estamos a hipotecar o futuro deste já tão pobre país???
Esta é a política do "quem vier atrás, feche a porta!"

A importância da estatística tem-se sobreposto a uma política educativa pautada por critérios de exigência, de competitividade e de uma verdadeira formação profissional que qualifique realmente os nossos jovens, de acordo com as reais necessidades do país.

Amanhã, será já tarde demais....
Pobre país o nosso....."


Milú

domingo, 30 de agosto de 2009

Professores na rua durante a campanha eleitoral


"Associações independentes de professores preparam uma série de iniciativas "contra o PS de Sócrates" logo no arranque da campanha eleitoral. Sindicatos preferem esperar pelo novo Governo para exigirem renegociação do estatuto."

Notícia completa no DN, 30 de Agosto de 2009

Recebemos já do MUP o comunicado do seu apoio à manifestação de dia 12 de Setembro, que se pode ler aqui.

sábado, 29 de agosto de 2009

O mito recorrente das duas Luas em Agosto


Nos últimos anos por esta altura de Agosto recebo sempre vários e-mails a dizer que no dia 27 são visíveis duas "Luas" no Céu, pois Marte passa muito próximo da Terra e então parecerá do tamanho da Lua, o satélite natural da Terra.

Bem a propósito, o Observatório Astronómico de Lisboa enviou o comunicado que o Prof. Carlos Fiolhais publicou no De Rerum Natura e que aqui reproduzo.

Esperemos que ainda tenha sido a tempo de evitar que muitos ingénuos andassem a torcer o pescoço para o Céu, à procura de duas Luas, quando na verdade só se via meia Lua em quarto crescente, e, quanto a Marte, só um olho muito bem treinado pode prescindir de telescópios...


GRANDES ERROS: GRANDE MARTE

"Todos os anos, nesta altura do ano, surge na internet a notícia de que Marte estará muito próximo da Terra. Segundo a notícia, a grande aproximação aconteceria no dia 27 de Agosto, e nessa ocasião, Marte ficaria com o mesmo tamanho angular da Lua, podendo-se ver "duas luas" no céu. Esta notícia não tem qualquer fundamento!

Este boato, recorrente, têm surgido nos últimos seis anos porque Marte esteve realmente muito próximo da Terra em 27 de Agosto de 2003. Nesse dia o planeta vermelho esteve a "apenas" 55,76 milhões de quilómetros da Terra, a menor distância entre os dois planetas dos últimos 60 mil anos.
Mas mesmo nessa ocasião, Marte esteve muito longe de se comparar em tamanho aparente ao nosso satélite natural, que mantinha um diâmetro aparente 72 vezes maior do que o de Marte.

O fenómeno de maior proximidade entre a Terra e Marte não se repete anualmente, as melhores fases de observação de Marte têm um período próprio que depende dos períodos de translação de Marte e da Terra em redor do Sol. Esse período é conhecido como período sinódico, e, para o caso de Marte, vale 780 dias, aproximadamente. O próxima vez em que o planeta vermelho e a Terra se encontram próximos ocorrerá só no dia 27 de Janeiro de 2010. Nessa dia a distância entre os dois planetas será de 99 milhões e 330 mil quilómetros: mais distante que o fenómeno ocorrido em 2003. Nessa ocasião, o tamanho aparente de Marte será, como sempre, muito menor que o da Lua. Nunca se poderá ver Marte do tamanho da Lua!

Este ano, durante a madrugada de 27 de Agosto de 2009, Marte estará no céu e poderá ser observado. O nascimento do planeta ocorrerá às 1h54m. A Lua estará na fase de quarto crescente.

Para obter mais informação sobre a "visibilidade do Planeta Marte em
2009" consulte a nossa página."

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Knossos - vestígios da civilização minóica *





















Sir Arthur Evans iniciou as escavações em 1900 daquilo que já se sabia ter sido um fabuloso palácio da civilização minóica, em Knossos, a 5 km de Heraklion.
As pesquisas haviam começado em 1878 pelas mãos de um grego amante da Antiguidade, por coincidência também chamado Minos, como o rei que se supõe ter sido o fundador das Cortes em Knossos.
Pelo facto de o terreno, situado na colina de Kephala, pertencer à época aos turcos, as pesquisas tiveram de ser interrompidas e só anos mais tarde Evans obteve autorização num concurso público para as retomar, conseguindo colocar a descoberto a totalidade das ruínas, no curto espaço de três anos.
Muitos dos vestígios encontram-se hoje restaurados ou em fase de reconstrução, dado o seu valor arqueológico e a sua importância para o estudo do que foi a civilização minóica.

* A civilização minóica costuma ser associada ao chamado período Neo-palaciano, situado entre 1700 e 1350 A.C.


1. e 10. Bastião do Touro (Porta Norte)
2. Golfinhos no Mégaron da Rainha (Ala Oriental)
3. As Damas de Azul (cópia em sala sobre a Sala do Trono)
4. Um dos Grifos na Sala do Trono
5. Sala do Trono (Trono do Rei Minos em alabastro)
6. Frescos nos Propileus (Ala Sul)
7. Pithoi (Armazéns do Palácio)
8. Cornos Sagrados (Ala Sul)
9. Varanda dos Escudos (Ala Oriental)

Fotos de Pérola de Cultura em Knossos, Creta.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Programa eleitoral do PSD para a Educação


Já aqui foram publicadas as propostas do Bloco de Esquerda, do PCP e do CDS/PP. Agora cabe ao PSD a divulgação dos seus propósitos para as reformas a introduzir na Educação.

O nosso compromisso

"1. Desenvolveremos uma política de educação determinada transversalmente pelos valores do rigor, da exigência, da criatividade e formação integral do ser humano e do respeito pelos agentes do sistema educativo, beneficiando das experiências internacionais mais relevantes, com as quais nos comparamos e teremos que competir.

Combateremos o facilitismo e promoveremos a instalação de uma cultura de exigência e de rigor, que traduza uma efectiva valorização do ensino e o seu reconhecimento pelas famílias, pelas empresas e pelos alunos e que premeie o esforço e o mérito.

Privilegiaremos, em relação ao (in)sucesso estatístico, a definição e verificação, preferencialmente por entidades exteriores à escola, de objectivos mínimos para o respectivo ano ou ciclo de estudos, com o objectivo de estimular a aprendizagem e apontar exemplos de sucesso.

Alteraremos o Estatuto do Aluno, valorizando a assiduidade, disciplina e civismo, revogando as normas que possibilitam faltas quase permanentemente justificadas e sobrecarregam os professores com a obrigação de repetirem sucessivamente testes a alunos faltosos.

Simplificaremos os processos de punição das infracções disciplinares dos alunos, para sancionamento da indisciplina e da violência nas escolas.

Consagraremos formas de participação e de co-responsabilização dos encarregados de educação, condicionando certos apoios sociais do Estado ao cumprimento dos deveres escolares do(s) aluno(s) a cargo.

2. Restabeleceremos o prestígio dos professores, reforçando a sua autoridade e condições de trabalho de modo a chamar os melhores para o ensino, centrando a sua acção no trabalho pedagógico e aliviando a sua carga burocrática.

Afirmaremos a necessidade da existência de um processo de avaliação dos professores e da sua diferenciação segundo critérios de mérito.

Suspenderemos, porém, o actual modelo de avaliação dos professores, substituindo-o por outro que, tendo em conta os estudos já efectuados por organizações internacionais, garanta que os avaliadores sejam reconhecidos pelas suas capacidades científicas e pedagógicas, com classificações diferenciadas tendo por critério o mérito, e dispensando burocracias e formalismos inúteis no processo de avaliação.

Reveremos o Estatuto da Carreira Docente, nomeadamente no respeitante ao regime de progressão na carreira, corrigindo as injustiças do modelo vigente e abolindo a divisão, nos termos actuais, na carreira docente.

3. Iniciaremos uma reestruturação da administração educativa, com reforço da função reguladora e avaliadora e de apoio às escolas, alterando a lógica de comando e controlo para uma lógica de oferta de serviços às escolas, visando o fim do “monstro burocrático”.

Apostaremos seriamente na atribuição às escolas da generalidade dos poderes de gestão e administração do seu projecto educativo.

Aprovaremos um currículo nacional, por ciclo e ano de ensino, competindo a cada agrupamento ou escola não agrupada complementar esse currículo mínimo em concretização do seu projecto pedagógico.

Teremos como objectivo o progressivo alargamento da liberdade de escolha entre escolas da rede pública.

4. Criaremos condições para o efectivo cumprimento da universalidade da educação pré-escolar para todas as crianças a partir do ano em que atinjam os cinco anos de idade, e da escolaridade obrigatória das crianças e jovens em idade escolar, isto é, com idades compreendidas entre os seis e os dezoito anos.

Criaremos programas específicos de detecção precoce e acompanhamento personalizado de situações de insucesso, com respostas adequadas a cada caso.

Apostaremos na diversificação de ofertas educativas a partir do 7.º ano (via profissionalizante).

Alargaremos a rede pública de educação pré-escolar ou, em alternativa, o financiamento da frequência da educação pré-escolar, de forma a fomentar o surgimento de novas ofertas educativas.

Estimularemos o acesso de adultos à formação ao longo da vida, na procura do reforço de competências e actualização de conhecimentos, com a preocupação da qualidade da oferta e não apenas da quantidade e diversidade de qualificações formais.

Discriminaremos positivamente os alunos com necessidades educativas especiais, incluindo o recurso às melhores formas de cooperação com instituições especializadas que potenciem a eficácia e a qualidade dos apoios aos alunos e suas famílias.

Discriminaremos positivamente as escolas em territórios educativos de intervenção prioritária.

5. Definiremos critérios transparentes para o financiamento público do ensino superior, assente numa base plurianual e de contratualização de objectivos, bem como de igualdade de condições no acesso aos diferentes mecanismos de afectação de recursos.

Racionalizaremos a rede pública de ofertas de ensino superior, evitando redundâncias e dispersões excessivas, nomeadamente no que toca à proliferação de cursos e suas designações, e procurando fazer com que estes se ajustem às reais necessidades do mercado de trabalho.

Criaremos as condições e os estímulos para que as funções de inovação, transferência do conhecimento e fomento do empreendedorismo sejam crescentemente assumidas pelas instituições de ensino superior.

Respeitaremos e reforçaremos a autonomia das instituições de ensino superior, dentro de lógicas de parceria, diálogo e estreita colaboração, mas também de responsabilidade social e de prestação de contas à sociedade.

Contribuiremos para uma efectiva concretização dos modelos de aprendizagem delineados no âmbito do Processo de Bolonha, indo além dos aspectos formais e administrativos da adaptação, como forma de assegurar mobilidade e competitividade no espaço europeu.

Aprofundaremos a internacionalização das instituições de ensino superior, sempre dentro de lógicas de parceria internacional abertas, transparentes e verdadeiramente orientadas pela qualidade intrínseca dos projectos.

Recuperaremos imediatamente uma avaliação externa eficaz e rigorosa dos cursos superiores e estabeleceremos sistemas de reconhecimento do mérito enquanto motores do desenvolvimento e melhoria do ensino superior, aos mais variados níveis, incluindo instituições, unidades orgânicas, docentes, investigadores, funcionários e alunos.

Garantiremos que os Estatutos das Carreiras Docentes no ensino superior constituem verdadeiros instrumentos para melhoria do ensino e da investigação, nas suas múltiplas vertentes, sem prejuízo das expectativas legitimamente formadas pelos actuais docentes.

Reforçaremos os mecanismos de estímulo à mobilidade internacional de alunos e docentes.

Criaremos condições favoráveis à participação dos estudantes no financiamento dos seus estudos, através designadamente de trabalho a tempo parcial nas instituições de ensino superior ou de estágios de Verão remunerados, como estímulo à sua autonomia responsável e experiência profissional, que possa também facilitar a integração futura no mercado de trabalho, tal como acontece em muitos países europeus
."

Mulher na Malásia condenada por ter bebido cerveja


Uma jovem mulher, manequim e mãe de dois filhos, foi condenada em Kuala Lumpur por ter bebido uma cerveja em público.

A pena consiste em seis açoites de chicote, castigo que a mulher exige que seja aplicado em público, para que o mundo veja a justiça dos homens que a estão a punir.
O castigo foi adiado em virtude de ter começado o Ramadão.

Os mais elementares direitos das mulheres no mundo islâmico continuam a ser flagrantemente ignorados e violados nalguns países, que as obrigam a viver isoladas e a sofrer autênticas torturas medievais (no pior sentido da palavra), como é o caso do uso da burka no Afeganistão.


Eis a notícia do Público:

Mulher na Malásia condenada a seis bengaladas por ter bebido álcool no Ramadão - Sentença foi confirmada por autoridades islâmicas do país

"As autoridades religiosas da Malásia confirmaram hoje que uma mulher de 32 anos vai ser castigada com seis bengaladas por ter bebido álcool durante o Ramadão.

Kartika Sari Dewi Sukarno foi detida e depois libertada e conduzida a sua casa esta madrugada, levantando a esperança de que a sentença, relativa a acontecimentos que se verificaram em 2007, tivesse sido revogada. Mas as autoridades religiosas da Malásia, um país maioritariamente muçulmano do Sudeste asiático, com 27 milhões de habitantes, vieram esclarecer que o castigo fora apenas adiado para depois do Ramadão.

O caso está a levantar receios de um endurecimento deste Estado, onde nenhuma mulher tinha sido condenada até hoje a um castigo desta severidade. Existe também a preocupação de que um sistema legal islâmico paralelo esteja a crescer neste país multiétnico.

A sentença foi adiada na sequência de um pedido do procurador-geral da Malásia, disse Mohamad Sahfri Abdul Aziz, um responsável religioso do estado de Pahang, acrescentando que aquela não tinha sido cancelada.

Ao regressar a casa, Kartika Sari Dewi Sukarno recusou-se inicialmente a sair da carrinha em que fora transportada sem que fosse esclarecido se a sentença fora ou não anulada. A mulher de 32 anos, mãe de dois filhos, exige que a sentença seja executada em público."


Público.Pt/Reuters, 24.08.2009 - 09h15

A AMNISTIA INTERNACIONAL requereu já ao governo da Malásia a revogação da sentença por considerar que "dar chicotadas é uma forma cruel, desumana e degradante de castigo e está proibido pelas leis internacionais dos direitos humanos".

Kartika foi ainda condenada a pagar uma multa de cerca de 1000 Euros por este "delito", embora viva há mais de 15 anos em Singapura e estivesse na discoteca de um Hotel quando tomou a cerveja.

Os cerca de 50 vizinhos da sua aldeia natal manifestaram já a sua solidariedade para com a modelo e a sua vontade de defendê-la desta pena demasiado pesada e sem precedentes.


Oi, senhores do Islão, estamos no século XXI - remember?

Fidel como os gatos


A notícia de que Fidel Castro apareceu há dois dias na televisão cubana surpreendeu-me. Os 14 meses de ausência da vida pública após a sua grave doença fizeram com que muitos cubanos, alguns com que falei pessoalmente, pusessem a hipótese de que já não estivesse vivo.

Subitamente, pouco tempo após o seu 83º aniversário, que noticiei abaixo, ei-lo que reaparece, de fato de treino e com boa disposição, conversando com jovens venezuelanos que estudam Direito em Havana.

(Lembremo-nos: ele é amigo de Hugo Chavez. Ugh!)

Pois além de amena conversa, ainda deu ensinamentos aos jovens que recebeu na sua casa e ofereceu-lhes exemplares de escritos que ainda publica regularmente, os quais autografou na hora!

E nós que pensávamos que ele já nem falava, quanto mais escrever!
O homem deve ter sete fôlegos, como os gatos... além de que caem sempre de pé!
Se um dia voltar a ter um gato vou chamar-lhe Fidel!

Compromisso Educação: CDS/PP


Recebemos do PROMOVA o seguinte comunicado que transcrevemos a seguir, da mesma forma como fizemos em relação às posições dos outros partidos, à medida que estes, de alguma forma, se foram comprometendo:

"COMPROMISSO EDUCAÇÃO: transparecem sinais de que o programa eleitoral do CDS/PP também acolhe as principais reivindicações dos professores
Ao que tudo faz supor, o programa eleitoral do CDS/PP estará em sintonia com as principais reivindicações dos professores, nomeadamente, a imediata revogação da divisão da carreira e da figura do professor titular (inútil e contraproducente – só o PS não percebeu), a substituição do actual modelo de avaliação de desempenho, a alteração profunda do Estatuto do Aluno e o reforço da autoridade e do prestígio dos professores.
Se assim for, o CDS/PP torna-se merecedor, no dia 27 de Setembro, do voto dos professores (suas famílias, amigos e portugueses em geral) que se situam politicamente à direita do PS.
Esperamos, igualmente, que o programa eleitoral do PSD se possa juntar ao do CDS/PP, do PCP e do BE, assumindo, inequivocamente, o fim da divisão da carreira e a substituição deste modelo de avaliação.
Os portugueses não vão, no dia 27 de Setembro, desperdiçar uma oportunidade histórica de sancionarem um consenso, nunca visto na sociedade portuguesa, entre todos os partidos da oposição, orientado para a reposição de condições de tranquilidade que propiciem o diálogo e abram a possibilidade de se implementarem, nas escolas, mudanças estruturais que sejam transversais a todas as sensibilidades políticas, evitando-se submeter a escola e os professores a caprichos e a obstinações medíocres de três ou quatro personagens efémeros.
O PS de Sócrates estará isolado na defesa de medidas erradas, injustas e, gratuitamente, destabilizadoras das escolas, como o são, particularmente, a divisão da carreira e este modelo de avaliação.
Votar no PS de Sócrates seria arruinar, a prazo, a qualificação das gerações mais jovens, perpetuar a crispação com os professores, prolongar o clima de instabilidade nas escolas, onde dezenas de milhares de professores se recusam a participar na farsa desta avaliação do desempenho e rejeitam concorrer ao provocatório disparate de Verão que abriu as pré-inscrições para o fantasmático concurso de acesso à categoria de titular, porque exigem a imediata revogação do Estatuto da Carreira Docente e legislação posterior que instituíram a divisão da carreira entre titulares e professores.
Ora, os portugueses estão interessados em verem os seus professores respeitados e a escola pública pacificada e qualificada, contando com todos os docentes motivados e empenhados a trabalharem, não para as estatísticas da falsária autoglorificação de Sócrates, mas para as aprendizagens e as qualificações reais dos alunos.
Será fundamental que, durante o mês de Setembro, os partidos da oposição se comprometam a pôr fim, se forem governo, à divisão da carreira e a este modelo de avaliação ou a proporem no Parlamento a concretização destas duas medidas, se forem oposição.
Porque os professores portugueses vão, novamente, ser decisivos para derrotar Sócrates, ninguém concorre ao concurso para titular e vamos reclamar que uma das primeiras medidas do próximo governo e/ou da Assembleia da República seja a revogação da divisão da carreira, como sinal para a tranquilização das escolas e o retomar da confiança e do diálogo entre a tutela e os professores."

Texto de Octávio Gonçalves

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Ensaio sobre a cegueira


Não se pode dizer que seja surpreendente, pois deste Ministério da Educação, espera-se verdadeiramente tudo.
Em pleno período de férias dos professores, eis que a 17 de Agosto surge nas escolas o e-mail que abaixo se transcreve, como forma de divulgar os procedimentos para a prova pública com vista ao concurso para professor titular.
Quanto a mim, é mais uma daquelas manobras a que o ME já nos habituou, com a agravante de isto poder configurar um qualquer truque pré-eleitoral.
Uma coisa é certa: isto é um teste à cegueira dos professores.
Sem comentários.


PROVA PÚBLICA DE ACESSO À CATEGORIA DE PROFESSOR TITULAR

Sent: Monday, August 17, 2009 2.32 PM
Subject: Assunto: Prova pública de acesso à categoria de professor titular


"Exmo.(a) Sr.(a) Director(a)

Na sequência do Decreto-Lei n.º 104/2008, de 24 de Junho, informamos que a partir de hoje se encontrará disponível o formulário electrónico para candidatura e upload do trabalho, da prova pública de acesso à categoria de professor titular.
Solicita-se assim que informe todos os docentes do Agrupamento ou Escola não agrupada que reúnem os requisitos exigidos para tal.
Informa-se ainda que após a entrada dos requerimentos electrónicos, os dados dos candidatos ficarão disponíveis para validação das respectivas escolas.
As várias etapas deste processo, bem como a operacionalização do mesmo, constam da Nota Informativa, a disponibilizar na página electrónica da DGRHE.

Com os melhores cumprimentos,

A DGRHE"

sábado, 15 de agosto de 2009

As melhores frases dos piores alunos


Já que estamos em plena época de férias e foram quase todos para a praia, deixo aos que ficaram em casa uma coisa ligeira, bem ao espírito da Silly Season.
Neste caso é mais silly pupils...
Transcrevo propositadamente com os erros de ortografia de origem.


As melhores frases dos piores alunos

1. O Convento dos Capuchos foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do monte.

2. A História divide-se em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje.

3. O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano terrestre e para o cálculo dar certo arredondaram a Terra!

4. Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele amanda uma foto eléctrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.

5. O nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até verdes!

6. Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre os dez primeiros.

7. O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não ouve mais nada.

8. O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.

9. O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0.

10. Em 2020 a caixa de previdência já não tem dinheiro para pagar aos reformados, graças à quantidade de velhos que não querem morrer.

11. O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior, mas que está muito sozinho.

12. Na segunda guerra mundial toda a Europa foi vítima da barbie!

13. O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um bicho muito perigoso.

14. A Terra vira-se nela mesma, e esse difícil movimento chama-se arrotação.

15. Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.

16. Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.

17. A fundação do Titanic serve para mostrar a agressividade dos ice-bergs.

18. Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.

19. A água tem uma cor inodora.

20. O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.

21. O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.

22. Os rios podem escolher desembocar no mar ou na montanha.

23. Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de boa qualidade.

24. A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.

25. Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou a lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus.

26. Ao princípio os índios eram muito atrasados mas com o tempo foram-se sifilizando.

27. A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.

28. A Latitude é um circo que passa por o Equador, dos zero aos 90º.

29. Caudal de um rio, é quando um rio vai andando e deixa um bocadinho para trás!

30. Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai completamente molhado.


Enviado por e-mail pela Becas.

Há 40 anos Woodstock continuava assim





Joan Baez e Bob Dylan - incontornáveis.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Festival de Woodstock foi há 40 anos





Crosby, Stills, Nash & Young, Jimi Hendrix, Janis Joplin, Carlos Santana e Joe Cocker são só alguns dos muitos nomes que passaram por Woodstock há 40 anos.

Alguns já não se encontram entre nós; mas todos ficaram nas minhas memórias recônditas de menina dos tempos idos da geração "hippie".

A influência veneziana em Mykonos










Fotos de Pérola de Cultura em Hora, Mykonos

Aprender a dançar



Vídeo enviado pelo nosso colaborador Woody Woodpecker, com quem partilhei efectivamente muitas aulas de dança!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O que o PCP propõe em matéria de Educação


Em vez de estar na praia fiquei para aqui a ler o Programa do PCP para as Legislativas de Setembro.
Como já tinha publicado um excerto da proposta do Bloco de Esquerda para a Educação, transcrevo agora o que me parece mais importante do que se refere à Carreira Docente por parte do PCP:


1.4 Pela dignificação social e profissional dos professores e educadores

"Presente na luta pela defesa da dignificação da carreira docente, o PCP defende a revogação do Estatuto da Carreira Docente, tendo como prioridades: a revisão da estrutura da carreira docente eliminando a sua divisão em categorias e revendo as regras de progressão; a eliminação da prova de acesso à profissão docente; a substituição do actual modelo de avaliação de desempenho; a garantia de uma efectiva estabilidade profissional e a defesa do emprego docente, como indispensável para a melhoria das condições de trabalho nas escolas; a eliminação da possibilidade de aplicação do regime de mobilidade especial.

O modelo de avaliação de desempenho que o PCP defende, subordinado ao objectivo central de garantir a qualidade da Escola Pública, baseia-se numa concepção formativa da avaliação que tenha como objectivo a melhoria do desempenho dos docentes e não a sua penalização em termos de progressão da carreira ou em qualquer outra dimensão da sua condição laboral.

A eficácia do sistema de avaliação da actividade docente impõe a participação alargada dos docentes, avaliados e avaliadores, em moldes que permitam a análise séria dos problemas existentes e a discussão aprofundada das soluções exigidas. Que não exclua mecanismos de auto-avaliação e co-avaliação nem esteja condicionada por preocupações exclusivas de classificação ou resultado, antes permitindo a análise de métodos, opções e estratégias pedagógicas, identificando e corrigindo erros mas também valorizando boas práticas. Que exclua de forma incontornável a existência de quotas."


Remeto a leitura das restantes considerações para o Programa Eleitoral, capítulo V.

Parece-me um pouco mais concreto do que o do Bloco de Esquerda, embora no que respeita às intervenções na Assembleia da República, Ana Drago tenha batido em garra e pertinência Bernardino Soares.

Vestígios do domínio Veneziano em Creta







Deixo hoje aqui algumas imagens que representam o período da dominação Veneziana em Creta de 1204 a 1669, após o que caiu sob o domínio Turco.

1. 2. 3. Fortaleza Roca al Mare
4. A Loggia (Câmara Municipal)
5. Fonte Morosini
6. Catedral de Aghios Titos


Fotos de Pérola de Cultura em Heraklion, Creta.

Fidel Castro faz hoje 83 anos





Há mais de dois anos sem aparições públicas, o ex-líder cubano festeja hoje 83 anos com uma exposição em Havana onde se exibem 83 fotografias suas, sob o título "83 motivos".

No centro da mesma encontra-se a sua última foto, tirada pelo seu filho Alex Castro, recente fotógrafo profissional e muitas outras onde Castro é retratado com figuras importantes com quem se relacionou ao longo de meio século. Entre elas encontram-se obviamente Ernesto Che Guevara, mas também Ernest Hemingway, Gabriel García Márquez ou Salvador Allende e até João Paulo II.

Apesar de haver também fotos da vida de Fidel espalhadas pelas ruas de Havana, não é de esperar que haja nelas grandes comemorações, já que ao povo continua a ser pedido que aperte o cinto, por parte do governo agora liderado pelo irmão, Raul Castro.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Música para a rentrée


Vai certamente valer a pena o concerto que reunirá três nomes incontornáveis da música portuguesa de intervenção: José Mário Branco, Fausto Bordalo Dias e Sérgio Godinho.
A 26 de Outubro em Lisboa no Campo Pequeno e a 31 de Outubro no Coliseu do Porto.
A não perder
.

Praia












Praia

Os pinheiros gemem quando passa o vento
O sol bate no chão e as pedras ardem.

Longe caminham os deuses fantásticos do mar
Brancos de sal e brilhantes como peixes.

Pássaros selvagens de repente,
Atirados contra a luz como pedradas,
Sobem e morrem no céu verticalmente
E o seu corpo é tomado nos espaços.

As ondas marram quebrando contra a luz
A sua fronte ornada de colunas.

E uma antiquíssima nostalgia de ser mastro
Baloiça nos pinheiros.


Sophia de Mello Breyner Andresen

Poema enviado pela Carmela

Fotos de Pérola de Cultura em Psarous Yalos, Mykonos.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Pirata









Pirata

Sou o único homem a bordo do meu barco.
Os outros são monstros que não falam,
Tigres e ursos que amarrei aos remos,
E o meu desprezo reina sobre o mar.

Gosto de uivar no vento com os mastros

E de me abrir na brisa com as velas,

E há momentos que são quase esquecimento
Numa doçura imensa de regresso.

A minha pátria é onde o vento passa,
A minha amada é onde os roseirais dão flor,
O meu desejo é o rastro que ficou das aves,
E nunca acordo deste sonho e nunca durmo.


Sophia de Mello Breyner Andresen

Poema gentilmente enviado pela Carmela (ainda em férias, mas sempre colaborante neste Blogue).

Fotos de Pérola de Cultura na Ilha de Paros, Grécia

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Em busca das raízes da cultura ocidental - a Grécia







Memórias renascidas e emoções redobradas, com um inegável sentimento de pertença a lugares, histórias, sabores e aromas.

Sem sombra de dúvida o berço da língua, da cultura e do sentir; em suma, as raízes de muito daquilo que somos.

Afinidades e consonâncias insuspeitadas deixaram-me o coração pelas águas do Egeu...