quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Entramos hoje em modo OFF



É tempo de parar, de recolher e virar as atenções para a família. Por isso o Blogue vai ficar em stand-by durante algum tempo. Sejam felizes e gozem o melhor possível as Festas que aí vêm!

(Foto: Avenida Karl Johann em Oslo.)

A árvore de Natal começou com D. Fernando II


Querendo trazer para Portugal a tradição germânica, o rei D. Fernando II fez pela primeira vez em Portugal uma árvore de Natal. Colocou num dos salões do Palácio da Pena, em Sintra, um pinheiro, enfeitou-o com velas, bolas e frutos. Sentou-se ao piano e cantou, na boa tradição germânica. Os seus sete filhos deliraram e a rainha D. Maria II, ficou encantada.

Em Inglaterra estávamos no reinado da rainha Vitória, casada com Alberto, primo de Fernando, que era alemão (Fernando Augusto Francisco António de  Saxe Coburgo Gotha Koháry, 1816-1885) e ficou conhecido em Portugal como o "Rei-Artista".

Este rei possuia vários talentos, entre os quais a pintura e o desenho. Mas, pelos vistos, também as artes decorativas, pois as suas árvores de Natal fizeram história. Isto pode ter marcado os costumes em Portugal, pois esta decoração era originária do mundo germânico e só praticado pelos nobres.

Talvez este tenha sido o primeiro passo para que o Natal tenha deixado de ser uma festa exclusivamente religiosa e tenha passado a ser também uma festa da família. Hoje a árvore de Natal é um hábito que se generalizou a um grande número das famílias portuguesas.


"Podemos imaginar o que seriam os presentes dos príncipes graças a outra gravura de D. Fernando que mostra o príncipe D. João, pequenino, com uma camisa de noite comprida e segurando um cavalinho na mão, a olhar para uma mesa enfeitada com a árvore de Natal, e rodeado de bonecos - um tambor, um estábulo com animais, um soldado de chumbo montado num cavalo. O Natal deixava de ser apenas uma festa religiosa e passava a ser uma festa das crianças."

Leia o resto da notícia num texto de Alexandra Prado Coelho aqui.

A blogger entre o sonho e realidade


Descubram qual é qual ... Vá lá, não é muito difícil!


(Pintura: (c)Asja Boros - Daydream)

Jafar Panahi - cineasta preso e banido no Irão


Estas são algumas das notícias que se podem ler hoje na página "Artists" do Facebook:

"IRAN: The acclaimed Iranian filmmaker JAFAR PANAHI winner of the Venice, Cannes and Berlin film festivals was sentenced to 6 years of prison and banned from directing and producing films for the next 20 years from AHMADINEJAD dictatorship regime."

"Nous apprenons avec colère et inquiétude le jugement du Tribunal de la République Islamique à Téhéran, condamnant très lourdement le cinéaste iranien Jafar Panahi. La sentence : six ans de prison ferme, vingt ans d'interdiction d'écrire et de réaliser des films, de donner des interviews aux médias, de quitter le territoire et d'entrer en relation avec des organisations culturelles étrangères."


Este artista é um realizador muito conceituado e premiado internacionalmente e a sua condenação está a causar consternação e revolta nos meios cinematográficos. E não é para menos. Alguns dos seus filmes são: "Circle of Women" e "Il palloncino bianco". Actores como Juliette Binoche já deram a sua opinião em público sobre mais esta arbitrariedade e atentado contra a liberdade de expressão que continua a existir na divulgação da opressão que as mulheres sofrem no Irão e outros temas sociais.

Leia mais aqui e aqui.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O eclipse total da Lua

É Dia de Natal



"Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.

E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés."
 
Fernando Pessoa
 
Enviado por L.A 

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Postal de Bom Ano Novo de Luís Diferr

(c)Luís Diferr

No que me diz respeito, dispensaria a prova da existência de Deus. Bem me bastam as de René Descartes.
"un éclair d'éternité", não desdenharia...! 

Postal de Natal do João Amaral

(c)João Amaral

É um privilégio ter amigos como o João Amaral e a Cristina. Para eles todo o meu carinho e reconhecimento. E é claro que retribuo os votos!

Brain examination


The doctor examines his patient and says, “Well, like everyone else, your brain is divided into two parts, the left and the right."

" The problem is that on your left side there is nothing right, and on the right side there is nothing left.”

(Enviado por Becas)

Hoje é o dia mais pequeno do ano

Foto: Oslo, Noruega


Este dia, o menor do ano, em que o solstício marca a mudança de estação (chegada do Inverno no hemisfério Norte e do Verão no hemisfério Sul), coincidiu com um eclipse total da Lua, hoje às 6:32, hora de Lisboa, coincidência que não ocorria há precisamente 372 anos.

Adeste Fideles



Querida/o Amiga/o
Desejo-te um Santo Natal e um 2011 com muita Saúde e Paz.
Milu

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Postal de Boas Festas da Pérola de Cultura


Há dias que tinha formulado a intenção de apresentar um postal de Natal personalizado.
Não podia vir mais a propósito num dia como o de hoje: depois de 11 horas de trabalho consecutivas e sem hora para almoçar, nada melhor que um banho de chuva gelada e invernosa...

Pedi emprestada a casota ao Snoopy e a floresta ao Dartacão, e estou tal e qual como a figura da Julieta: ensopada até aos ossos, com o focinho a fungar e o cabelo molhado, sem mais sítio de fogueira onde pôr as roupas e os sapatos a secar...

Mas, ainda assim, embora me apeteça emigrar para o Sahara, desejo-vos a todos umas Festas tão boas quanto possível!

Ele já vem por aí abaixo...


Da sua aldeia natal próxima de Rovaniemi, na Lapónia finlandesa, num trenó puxado por 6 ou 8 simpáticas renas, ele não precisa de GPS, telemóvel ou Internet. Vai onde tem de ir e atende todos os pedidos dos milhões de crianças que todos os anos lhe enviam cartas. Ele deve ter mais de 500 anos, mas não dá sinais de cansaço físico ou esclerose mental. Os nórdicos chamam-lhe Santa Klaus, nós cá por baixo, Pai Natal. E não há quem não simpatize com ele! Para saber tudo de Santa Klaus, leia aqui.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Votos de Feliz Natal e Ano Novo



A editora responsável deste Blogue deseja assim, pela voz da Celine Dion, um Feliz Natal e Ano Novo a todos os leitores, amigos e seguidores destas páginas há quase dois anos.
Também agradeço do fundo do coração aos amigos bloggers e artistas que enviaram desenhos da Musa do Blogue, a tal Pearl, que irá aparecer no novo rosto do Blogue no ano que vem.
E, last but not least, uma palavra muito especial aos colaboradores, cujos textos, vídeos ou fotos muito enriqueceram os seus conteúdos, e sem cuja participação, provavelmente, este espaço já não existiria.

La Sylphide


La Sylphide é um ballet clássico, cuja história se passa numa floresta encantada da Escócia.
 Trata-se de um dos ballets mais antigos, tendo sido coreografado pela primeira vez em 1832 por Filippo Taglioni, tendo sido a sua filha Maria a interpretar a Sylphide pela primeira vez em Paris.


O tenor francês Adolphe Nourrit, grande admirador da bailarina Maria Taglioni, baseando-se num conto de Charles Nodier, o bibliotecário da Ópera de Paris, escreveu um magnífico libretto para a Sylphide.

O conto narrava, pleno de imaginação, os costumes e lendas da Escócia, onde, entre a população se encontravam alguns "fey", pessoas que possuiam a rara faculdade de comunicar com as fadas.
As figuras femininas frágeis, meio corpo, meio espírito, com asinhas de prata presas na cintura, povoavam as florestas e podiam voar, desaparecendo nos céus, conseguindo deixar os humanos enlouquecidos de paixão.
O sucesso foi imediato e a Sylphide viria a transformar-se numa obra de referência do ballet clássico mundial.


A segunda versão é de autoria do mestre francês August Bournonville e estreou em Copenhaga em 1836 pelo Royal Danish Ballet com música do norueguês Herman Lovenskiold.
Em seguida foi encenado por Marius Petipa em 1892, novamente na Ópera de Paris.

A versão que agora passou pelo Teatro nacional de S. Carlos em Lisboa foi a segunda versão, a todos os títulos magnífica! Há 30 anos que o S. Carlos não apresentava esta peça de ballet, quanto a mim, intemporal.


La Sylphide conta a história de James, um camponês escocês, que estava prestes a casar-se com Effie, também camponesa. Porém uma Sylphide e James apaixonam-se no próprio dia do casamento. Então, James abandona a sua noiva, parentes e amigos para ficar com a Sylphide, embora se aperceba que é impossível mantê-la como uma mortal. Uma bruxa chamada Madge vê que os dois estão mesmo apaixonados e dá um lenço mágico a James, dizendo que ele deve amarrar o lenço na cintura da Sylphide.



Ela explica-lhe que este lenço fará com que as asas da Sylphide caiam e desse modo ela não poderá mais voar. Quando a Sylphide coloca o lenço, cai morta no chão e com ela acaba a esperança de James viver feliz para sempre com o seu grande amor. As outras fadas e os amigos da Sylphide levam-na embora, e James percebe que Effie está a casar-se com outro homem. Furioso, James enfrenta Madge que acaba por matá-lo.



Fica aqui um excerto de uma versão interpretada por Rudolph Nureyev e Carla Fracci:

sábado, 18 de dezembro de 2010

Quão bom é ter amigos!


Não tinha realmente planeado nada de especial, para além de terminar as rotineiras e burocráticas tarefas da direcção de turma. O dia de aniversário não quer dizer muito mais do que a simples contagem de mais um ano de vida. Ainda hoje me parece ser mais emocionante para os meus pais do que para mim própria. Desconheço de facto a razão dos festejos e comemorações da data de nascimento das pessoas. Sei que, por exemplo, as testemunhas de Jeová não festejam aniversários...

Mas, o facto é que, nos dias tristes que tenho vivido, sobretudo com os sucessivos desencantos na carreira, sabe bem que no plano pessoal tenha sentido que ainda se cultivam os afectos. Surpreendi-me com o número de mensagens e telefonemas que recebi no dia de ontem por ter feito anos. E não só as redes sociais fizeram o seu serviço, mas também o "passa-palavra" funcionou. Não posso deixar de referir algumas missivas especiais de pessoas muito "próximas", que marcaram pela positiva o meu dia e que vêm reforçar o lema deste meu Blogue: "Não vivo sem o afecto dos meus amigos".

Perante as cerca de 60 mensagens que recebi, esse lema faz mais sentido do que nunca. Partilho aqui convosco apenas algumas que mais me emocionaram.


Mensagem 1.

"Happy BD dear blog friend! Let me sing the song in Norwegian to you:

Gratulerer med da'n,
Gratulerer med da'n,
Gratulerer kjære Helena!
Gratulerer med da'n

From me to you with all my heart :-)
From all of me to the one and only you: Happy Birthday! RennyBA"

We love your smile, your positive atitude and care, but most of all your warmed felt friendship!
Happy Birthday! Renny & Diane."

Mensagem 2.

"Querida, muitos parabéns. Desejo-te as maiores felicidades e uma vida plena de tudo (o que é bom, claro). Muitos beijinhos. Só te conheço virtualmente, mas acredito na empatia e tu, seguramente, mereces... bem mais do que muitos "amigos" não virtuais....♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥..."

A mensagem da Gigi veio acompanhada da flor branca e de 17 corações! (Tantos quantos os dias da data!). 

Mensagem 3.

"Feliz Cumpleaños amiga !!! Que tengas un feliz dia , te mando un abrazo y un besazo grande para la portuguesa mas bonita del mundo !!! Un besazo amiga! Maribel".

Mensagem 4.

"Buon Compleanno amica mia carissima, un bacione ed un abbraccio da Letizia ^_^ ♥"

A mensagem veio acompanhada da rosa amarela.

Mensagem 5.

"Sentada ao piano pronta a arrebatar o trecho musical de sempre: Happy Birthday...depois é só apagar as velas!!!!!! Força e muitos anos! Um beijinho de parabéns aos dois vossa dedicada Bé."

Mensagem 6.

"Também as boas notícias correm depressa... Nascer - (re)nascer -, antes de ser uma data, é uma tarefa de todos os dias... Que os teus possam ser muito felizes - essa coisa difícil, mas que saberás inventar. Com a amizade de tantos - também a minha. Muitos beijinhos, L."

Mensagem 7.

Muitos parabéns!!! Que a nossa querida blogger passe um resto de dia cheio de coisas boas!
Um grande beijinho virtual de um grande admirador e amigo! P.D."

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Emiratos Árabes Unidos - árvore de Natal de luxo


Os Emiratos Árabes Unidos são famosos entre outras coisas pela sua riqueza e opulência. Entre as suas muitas excentricidades encontra-se uma árvore de Natal decorada com pedras preciosas, pérolas e arcos em prata, no valor de 8 milhões de euros: a precisidade está instalada no Hotel Emirates Palace de Abu Dhabi.

Perante esta árvore de Natal, a mais cara que o mundo já conheceu, até Belchior, Baltazar e Gaspar, os três reis magos vindos do oriente para presentear o menino Jesus, se sentiriam uns perfeitos pelintras...

A par desta exuberante riqueza, não posso deixar de me recordar que existem nos Emiratos Árabes Unidos largos milhares de trabalhadores estrangeiros, alguns pagos a peso de ouro, é certo, pelo seu elevado grau de especialização, mas muitos outros são mão-de-obra escrava, que além de horários desumanos, vivem em condições miseráveis.
Há luxo e muito sim, mas só para alguns.

Leia aqui a notícia e dê uma espreitadela a este Hotel. Pode ser que por lá encontre as quatro amigas de "Sexo e a Cidade".

Amor e Sexo - as diferenças

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Carlos Pinto Coelho parte aos 66 anos

Mais uma voz que a morte súbita silencia, a empobrecer o jornalismo que mais aprecio: aquele que entende a Cultura como um bem maior. Não sei se foi feita justiça ao empenhamento de Carlos Pinto Coelho nas Artes, nas Letras e na Cultura em geral...
"E assim Acontece!"

Ler a notícia aqui.

Deixo aqui uma das muitas imagens que demonstram a sua paixão pela Fotografia.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Sinto realmente esta pequena dor...



"A tua pequena dor
Quase nem sequer te doi
É só um ligeiro ardor
Que não mata mas que moi

É uma dor pequenina
Quase como se não fosse
É como uma tangerina
Tem um sumo agridoce

De onde vem essa dor
Se a causa não se vê
Se não é por desamor
Então é uma dor de quê

Não exponhas essa dor
É preciosa é só tua
Não a mostres, tem pudor
É o lado oculto da Lua

Não é vício nem costume
Deve ser inquietação
Não há nada que a arrume
Dentro do teu coração

Talvez seja a dor de ser
Só acende quem a tem
Ou será a dor de ver
A dor de ir mais além

Certo é ser a dor de quem
Não se dá por satisfeito
Não a mates, guarda-a bem
Guardada no fundo do peito"

ADD - abertura oficial da caça aos patos


Não é fácil de entender...

À falta de palavras minhas, os poetas e os cantores dizem tudo

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Uma Pisa para Lurdes


Nem sequer me dou ao trabalho de comentar este dislate.

Se algum comentário houvesse a fazer, seria óbvio: a melhoria dos resultados do PISA deve-se aos alunos e ao esforço notável dos professores, que, apesar de terem sido bastante maltratados por Lurdes Rodrigues, conseguiram não perder de vista a sua dignidade profissional e colocar a exigência e o rigor no exercício da função docente acima do autêntico descalabro que tem sido a sua carreira, sobretudo a partir da vigência daquela a quem chamo a sinistra.

O meu novo estatuto a partir de Janeiro

Retirado daqui.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Contra-informação acabou



Catorze anos, cento e setenta bonecos irreverentes. Deve ser o sinal dos tempos e o fim da liberdade no humor em Portugal.
Ler a notícia aqui.

Petições


1. Pela manutenção de dois professores a leccionar a Educação Visual e Tecnológica, aqui.
2. Pela realização de Concursos para colocação de professores dos ensino básico e secundário e educadores de infância em 2011, aqui.

Eu já assinei ambas. Se não resultar, não será pela minha ausência.

Week-end tube - George Michael



Confesso que para vos desejar Bom Natal, o George Michael tem mais jeito do que eu... ;-)

sábado, 11 de dezembro de 2010

O Bad Romance da "freak bitch"


Não fui ver Lady Gaga, prontus, fiquei a ver testes como uma menina bem-comportada; portantus, nem devia falar do seu espectáculo, mas não pude impedir-me de ler a imprensa especializada e estarrecer-me com algumas das informações de quem é bom observador a fazer reportagens.

Na verdade, era expectável que esta nova versão de bad girl da pop fosse ainda mais longe que Madonna ou Pink em termos de irreverência e alusões sexuais, mais ou menos explícitas.

Já o que eu não esperava é que uma boa parte do público fosse constituído por famílias, com pais e mães a acompanhar as suas filhas pequeninas, segundo reza o repórter, meninas de oito, nove ou dez anos no máximo.  E mais espantoso ainda: que em conjunto entoassem as letras desta "Lady" votada ao erotismo e à nudez.

O artigo em questão diz mesmo que "talvez a expressão tão forçada e tão teatral invista essa sexualidade de um tom cómico ou burlesco, sublimando a carga erótica ou provocatória da cantora".

Alguma coisa deve estar a mudar nas famílias portuguesas, que não se importam de mostrar às criancinhas as "tias loucas" deste planeta. Ao que parece, Lady Gaga nem poupa os símbolos religiosos, como cruzes ou elementos decorativos de expressão gótica. Madonna que se cuide e os adultos também, com esta nova geração de fans que por aí vem...

Manoel de Oliveira faz 102 anos - Parabéns!

Nasceu no Porto a 11 de Dezembro de 1908

Museu D'Orsay - uma Pérola na Europa


Paris é a cidade do mundo! Dos amantes, dos artistas, dos poetas, dos sonhadores... Tenho dificuldade em imaginar uma pessoa que não goste desta magnífica cidade! A verdade é que todos temos um lugar especial, mas Paris é o que nos une! Por mais que diga que Lisboa é a cidade da minha vida, o meu coração divide-se entre as duas.

Paris é, sobretudo, uma cidade de pérolas! A gastronomia perfeita, a arquitectura notável, e o ambiente excêntrico podem disfarçar algumas delas mas, para um observador dedicado, elas nunca desaparecerão... Uma dessas pérolas é o Museu d'Orsay!



O Musée d'Orsay fica situado no edifício onde, até 1973, funcionou a Gare d'Orsay, um importante terminal ferroviário de Paris. Construído em 1898, fez parte da Exposição Universal de 1900. Após esta exposição estava planeada a sua demolição, até que vários movimentos de oposição a esta medida conseguiram que o imponente edifício continuasse com a sua função, até 1973, ano em que a estação foi encerrada. Em 1977 o Governo Francês decidiu dar novo uso ao edifício e, em 1986, foi inaugurado o Museu d'Orsay.


Desde cedo que este museu tem deslumbrado a Europa. Muitos outros foram construídos à sua semelhança e por ele já passaram milhões de pessoas de todo o mundo. Poucos foram os que tiveram o privilégio de ver as suas obras entre as de Van Gogh, Manet, Monet, Matisse, Rodin, Renoir, Cézanne, Seurat, Pissarro, Degas, entre muitos outros. Com colecções muito completas e bem organizadas, compete com o próprio Louvre, situado na outra margem do Sena!


Mal se entra no museu, o sentimento de grandeza surge com facilidade. Os tectos cuidadosamente trabalhados, as colunas monumentais, o relógio dourado minuciosamente esculpido, o contrastre entre o antigo e o moderno e as gigantescas clarabóias contribuem, certamente, para isso! Não é de admirar que faça parte da lista dos museus mais bonitos do mundo!

Mas o melhor é ver por si próprio! Por muitas descrições que oiça, só mesmo visitando poderá compreender a sua verdadeira magia! Fica a dica!

P.D.

Declaração Universal dos Direitos Humanos com música e design fantásticos

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Sakineh Mohammadi Ashtiani continua presa


A notícia da libertação de Sakineh Mohammadi Ashtiani dada ontem pelos orgãos de comunicação foi hoje desementida pelo governo do Irão.
Há muito condenada pelas autoridades iranianas à morte por lapidação, Sakineh foi objecto de muitas manifestações de solidariedade e de protestos internacionais.
Contudo, esta notícia dada por uma ONG alemã, não foi oficialmente confirmada, o que levantou algumas dúvidas acerca da sua verosimilhança.
Em Setembro começou a circular uma petição internacional pela libertação de Sakineh, que afinal, continua presa e condenada à morte por lapidação.
Esta, a par da prisão de Liu Xiaobo, é para mim, a segunda má notícia no Dia Mundial dos Direitos Humanos.

Lady Gaga hoje em Lisboa



Quem quiser ver a diva da pop ainda está a tempo de dirigir-se ao Pavilhão Atlântico e assistir ao tour "Monster Ball". Conta-se com duas centenas de músicas, 11 músicos e 11 bailarinos e ela já prometeu que futuramente gravará uma canção em português.
Pode gostar-se ou não, mas cá para mim, ela já se sobrepôs a Madonna e a Pink em termos de ousadia e irreverência...

Liv Ullman lê emocionada texto de Xiaobo


A actriz norueguesa Liv Ullman, que conheci nos anos 70 nos filmes de Ingmar Bergman, apareceu hoje na entrega (que não foi...) do Prémio Nobel da Paz, a ler um texto de Liu Xiaobo, a quem estava a representar.
A sua cadeira vazia foi repetidamente focada pelas televisões e o teor do texto deixam transparecer que não há ódio no coração do seu autor contra aqueles que o oprimem e o impediram de ir pessoalmente receber o prémio.


O Ódio Corrói a Consciência e Sabedoria das Pessoas

"Eu não tenho inimigos, nem odeio ninguém. Nem os polícias que me vigiaram, prenderam e me interrogaram, nem os advogados que me processaram, nem os juízes que me condenaram, são meus inimigos. Embora eu não possa aceitar a vigilância, prisão, processos ou condenação, respeito as suas profissões e as suas personalidades. O ódio corrói a consciência e sabedoria das pessoas; a mentalidade de hostilidade pode envenenar o espírito de uma nação, incitar a uma vida violenta e a conflitos de morte, destrói a tolerância e humanidade de uma sociedade, e bloqueia o progresso de uma nação na senda da liberdade e democracia.

Contudo, eu tenho esperança de conseguir transcender as minhas vicissitudes pessoais na compreensão do desenvolvimento do estado e de mudanças na sociedade, e de denunciar a hostilidade do regime com a melhor das intenções, e de acabar com o ódio através do amor..

Eu não me sinto culpado por seguir os meus direitos constitucionais e o direito de liberdade de expressão, e por exercer em pleno a minha responsabilidade social como cidadão chinês. Mesmo que esteja acusado por causa disso, não tenho queixas.

A reforma política da China deve ser gradual, pacífica, ordenada e controlável, e deve ser interactiva, desde cima a baixo e de baixo a cima. Desta forma terá o custo mais baixo e conduzirá aos resultados mais eficazes. Eu conheço os princípios básicos das mudanças políticas, e que mudanças sociais controladas e feitas de forma ordeira são melhores que aquelas que são feitas de forma caótica e sem qualquer controle. Por isso oponho-me a sistemas de governo que sejam ditaduras ou monopólios. Isto não é incitar à subversão do poder do Estado. Oposição não é equivalente a subversão."

Liu Xiaobo - Nobel da Paz 2010

Fotos: (c)Pérola de Cultura

Liu Xiaobo ausente da cerimónia de entrega do Prémio Nobel da Paz hoje em Oslo - vergonha!


Conforme se pode ver na imagem, a cadeira de Liu Xiaobo está vazia, ao lado de Thorbjoern Jagland, o presidente do Comité Nobel para a Paz, na Câmara Municipal de Oslo, esta manhã, por ocasião da cerimónia de entrega do prémio.

"Liu Xiaobo, condenado em dezembro de 2009 a 11 anos de prisão por "actividades subversivas", foi distinguido pelo Comité Nobel norueguês "pela sua longa e não violenta luta pelos direitos fundamentais na China". (...)
A vigilância policial era hoje especialmente apertada nas imediações da casa de Liu Xiaobo, onde a sua mulher, Liu Xia, está retida desde que o Comité Nobel norueguês anunciou a atribuição do Prémio da Paz ao marido, há dois meses.
A imprensa oficial chinesa acentuou hoje as criticas ao Comité Nobel norueguês, mas omitindo as últimas declarações do presidente da instituição, Thorbjoern Jagland, que rejeitou que o Prémio da Paz 2010 seja considerado um ataque à China.
"Não é um prémio contra a China. É um prémio que homenageia pessoas na China (...) Em larga medida, o futuro do mundo está nas mãos deste grande país", disse Jagland.(...)" 

Foto: VisitOslo.com

A emissão da CNN foi bloqueada na China e milhões de pessoas ficaram sem acesso aos sites daquela estação a fim de evitar a visualização da cerimónia e diminuir o impacto da ausência de Liu Xiaobo em Oslo. 
Os noruegueses, por sua vez, à tarde iniciaram uma vigília em honra de Xiaobo no centro da cidade.
De salientar que Xiaobo continua ainda hoje a ser considerado pelo governo chinês um terrorista, assim como o Dalai Lama, também ele premiado com o Nobel da Paz. Hoje no Facebook pude ler estas suas palavras:


"Today, the values of democracy, open society, respect for human rights, and equality are becoming recognized all over the world as universal values. To my mind there is an intimate connection between democratic values, such as transparency, the rule of law and freedom of information, and the fundamental values of human goodness."
Dalai Lama

Dia Mundial dos Direitos Humanos


"A Casa Branca defendeu hoje que o Prémio Nobel da Paz deste ano, o dissidente chinês Liu Xiaobo, devia poder receber em pessoa o galardão na cerimónia a realizar na sexta-feira em Oslo, Noruega. Na ronda diária com a imprensa, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, indicou que o governo norte-americano estará representado na cerimónia pelo embaixador na Noruega, Barry White.
A cerimónia de entrega do prestigiado prémio será simbólica, uma vez que o dissidente chinês e ex-professor Liu Xiaobo não estará presente, bem como nenhum dos seus familiares, incluindo a sua mulher Liu Xia, atualmente em prisão domiciliária."

Washington, 09 dez (Lusa)

Que vergonha! Esta é a má notícia que vem ensombrar o Dia Mundial dos Direitos Humanos.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Acordo ortográfico será aplicado no ensino em 2011/2012


O Governo aprovou hoje uma resolução que determina a aplicação do acordo ortográfico da língua portuguesa no sistema educativo no ano lectivo de 2011/2012 e na administração pública a partir de 01 Janeiro de 2012.

Ler aqui.

Não adianta fazer resistência. A entrada em vigor do novo acordo ortográfico é um facto consumado.
O melhor é ir começando desde já a treinar, ao menos para minimizar os efeitos da mudança quando chegar a altura de ter de começar a corrigir os "novos erros" dos nossos alunos...