quinta-feira, 28 de julho de 2011

Por agora chega

Já me cansei. Fiquem bem, meus amigos. Bom descanso.

A suspensão da ADD que não foi



Ontem na AR: Michael Seufert do CDS a ficar muito mal na chapa pela ignorância demonstrada. E Amadeu Albergaria do PSD em pleno processo falacioso. Acácio Pinto do PS, uma lástima. Miguel Tiago do PCP, muito correcto, a apontar as contradições do PSD, mas a falar para o boneco. Subscrevo completamente as palavras de Rita Calvário do BE: "este modelo é injusto, pouco rigoroso, não é transparente e teve regras de aplicação muito tardias". Mesmo assim não há modo de cair. A vitória é do populismo eleitoralista, contra todo o bom senso.
Ai, meu Deus, como é difícil desalapar certas coisas em Portugal!

Mick Jagger, 68 anos a 26 de Julho


 


quarta-feira, 27 de julho de 2011

ADD, mais erros e a cereja no topo do bolo


Tinha jurado não escrever mais nada sobre esta abominação, mas há situações que o mais pacífico dos cristãos não pode deixar de denunciar. São incontáveis as irregularidades e os erros deste sistema e não vale a pena retomar os rios de tinta que eu e outros já fizemos correr para denunciá-los. Mas há aspectos que, não sendo irregulares, são de uma completa falta de bom senso e cujos pressupostos decorrem da ausência de uma linha de orientação uniforme para todas as escolas.
Não sei quais foram as mentes brilhantes do socialismo de inspiração lurdina que tiveram a ideia de fazer depender em 10% a avaliação dos coordenadores de departamento de uma ficha preenchida pelos avaliados. Estes devem entregá-la ANTES de serem conhecidos os resultados da sua própria avaliação.

Fazendo ou não resistência à sua entrega, o que é facto é que os mesmos foram compelidos a classificar parâmetros de desempenho do cargo de coordenador, alguns dos quais desconhecem por completo, como por exemplo a articulação com os diversos coordenadores de disciplina, ou o apoio dado aos relatores na avaliação dos docentes. Trata-se de um jogo viciado à partida, pois a maioria nada sabe sobre isto.

O modelo de ficha aqui descrito, que nem sequer é anónimo e onde se pede uma classificação pontuada até às décimas, é a cereja no topo do bolo. A perversidade deste sistema é inominável.

O Ministério da Educação insiste tanto numa maior objectividade na avaliação dos alunos e depois permite-se aos professores todo o tipo de arbitrariedades na avaliação dos seus pares. Dois pesos e duas medidas?
 
Se por um lado conheço bem a verticalidade e o rigor de alguns relatores, também prevejo que algumas das decisões de avaliação tomadas pelo júri final das escolas possam ser de natureza política. O banho-maria que agora se vive poderá transformar-se a partir de Setembro numa panela de pressão, quando as propostas de classificação forem dadas a conhecer à maioria dos professores, e surjam fatalmente os incómodos recursos.
Mesmo que Nuno Crato faça substituir este modelo de avaliação, mal nascido e mal criado, por outro, as feridas causadas por esta ADD continuarão a ter efeitos para além da sua morte nominal.

Nivea, 100 anos


O creme que toda a gente conhece por esse mundo fora fez 100 anos.
Foi criado por uma dupla de especialistas, um dermatologista e um farmacêutico alemães, Oscar Troplowitz e  Paul Gerson Unna.


O creme existe ou existiu em quase todos os lares e é usado há um século. Não se colheccem efeitos adversos e parece bem tolerado por homens, mulheres e crianças. Já há muito deixou de ser apenas o creme de todas as famílias e idades, para ser também loção hidratante corporal, protector solar, anti-rugas para os olhos ou tratamento anti-idade. Há uma vasta gama Nívea e por algum motivo se mantém no mercado há um século, mesmo sendo a maioria dos produtos de preço elevado. Perdoem-me a publicidade, mas eu sou fã da Nívea.













Ah, já agora, o seu nome deriva do latim Nix, que significa neve!

Rihanna foi a escolhida para a campanha de comemoração dos 100 anos da Nivea com esta canção:

Norway blues

"Cai o silêncio nos ombros e a luz impura até doer".
Eugénio de Andrade

(Cortesia de Isabel Fidalgo)

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Vigília em Oslo pelas vítimas de sexta feira




Imagens de Odd Andersen/leparisien.fr

Pode ler-se aqui a notícia sobre a vigília que juntou 150 mil pessoas hoje no centro de Oslo. Ontem via-se já a família real e o o primeiro-ministro junto das famílias das vítimas.

Poema matemático

(c) Antero Valério


Um Quociente apaixonou-se
Um dia
Doidamente
Por uma Incógnita.

Olhou-a com seu olhar inumerável
E viu-a, do Ápice à Base...
Uma Figura Ímpar;
Olhos rombóides, boca trapezóide,
Corpo ortogonal, seios esferóides.

Fez da sua
Uma vida
Paralela à dela.
Até que se encontraram
No Infinito.

"Quem és tu?" indagou ele
Com ânsia radical.
"Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode chamar-me Hipotenusa."

E de falarem descobriram que eram
O que, em aritmética, corresponde
A alma irmãs
Primos-entre-si.

E assim se amaram
Ao quadrado da velocidade da luz.
Numa sexta potenciação
Traçando
Ao sabor do momento
E da paixão
Rectas, curvas, círculos e linhas sinusoidais.

Escandalizaram os ortodoxos
das fórmulas euclidianas
E os exegetas do Universo Finito.

Romperam convenções newtonianas
e pitagóricas.
E, enfim, resolveram casar-se.
Constituir um lar.
Mais que um lar.
Uma Perpendicular.

Convidaram para padrinhos
O Poliedro e a Bissectriz.
E fizeram planos, equações e
diagramas para o futuro
Sonhando com uma felicidade
Integral
E diferencial.

E casaram-se e tiveram
uma secante e três cones
Muito engraçadinhos.
E foram felizes
Até àquele dia
Em que tudo, afinal,
se torna monotonia.

Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum...
Frequentador de Círculos Concêntricos.
Viciosos.

Ofereceu-lhe, a ela,
Uma Grandeza Absoluta,
E reduziu-a a um Denominador Comum.

Ele, Quociente, percebeu
Que com ela não formava mais Um Todo.
Uma Unidade.
Era o Triângulo,
chamado amoroso.
E desse problema ela era a fracção
Mais ordinária.

Mas foi então que Einstein descobriu a Relatividade.
E tudo que era espúrio passou a ser
Moralidade
Como aliás, em qualquer
Sociedade.

Millor Fernandes

(Enviado por Becas)

"Norway will be recognizable again"

Foto: Ilha de Utoya, Noruega, de Renny Bakke Amundsen

Post de Luís Diferr aqui, como mensagem de condolências ao povo norueguês.

domingo, 24 de julho de 2011

Seguro venceu Assis



Na minha modesta opinião, Seguro venceu Assis porque este estava demasiado conotado com o modelo truculento e arrogante de Sócrates, assim um bocado estilo-demagogo-sofista-da-Ágora.
Assis seria na liderança do PS um déjà-vu cansativo, embora sem dúvida alguma tenha uma preparação retórica e argumentativa muito superior a Seguro.

Morreu Maria Lúcia Lepecki

Era brasileira, achava a língua portuguesa "uma delícia" e assumiu uma posição crítica em relação ao novo acordo ortográfico.
A escritora, crítica literária e ensaísta Maria Lúcia Lepecki morreu este domingo aos 71 anos em Lisboa, vítima de cancro.



"Nasceu em Axará, Minas Gerais, Brasil. Começou a ler aos cinco anos e aos nove a mãe começou-lhe a ensinar línguas - latim, francês e inglês. Mais tarde foi estudar para Paris, foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e professora catedrática na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Vivia em Portugal há várias décadas e conhecia perfeitamente a literatura portuguesa."

Ler mais aqui e aqui.

Poor Amy!


Amy teve, como outros, a ilusão da imortalidade e desafiou os limites. Poor Amy!




Não foi a primeira nem terá sido certamente a última estrela da música a morrer vitimada pelo abuso das drogas e do álcool. Mas inquietante é a idade e o modo como morreu. Será parte da "maldição" dos 27? Com essa mesma idade morreram outros grandes, do mesmo tipo de vícios, como Janis Joplin, Jimmy Hendrix, Jim Morrison e Kurt Kobain... Será fatídico?

Música de Grieg em memória das vítimas da Noruega



Como diz Renny Bakke Amundsen no seu Blogue Terella, "In spite of this attack we will be even more open, more tolerant and more democratic if it is possible. Let me quote the leader of the youth party who were on the island: “You will not destroy us. You will not destroy our democracy or our ideals for a better world”. This is his peace globe."

Anders Behring Breivik, cavaleiro templário 2083


Ainda não estou em mim de incredulidade a respeito do que aconteceu em Oslo e na ilha de Utoya. Já aqui o afirmei: a Noruega é dos países que conheço provavelmente aquele onde o sentido de cidadania é mais elevado. Mas não só: é tembém o país onde melhor se exerce aquilo a que eu chamo a democracia directa, ou seja, os cidadãos têm uma enorme proximidade dos seus governantes e as suas opiniões são efectivamente consideradas.

Há um cerca de um ano, por ocasião do Oslo Blog Gathering ainda se respirava em Oslo um clima de paz, segurança e tranquilidade. O grupo internacional de bloggers, que integrei com Luís Diferr, foi recebido pelo Mayor de Oslo na sala nobre da Câmara Municipal, sem quaisquer medidas de segurança. Seria pois o país onde menos eu esperaria ver aparecer uma acção terrorista. 

Nessa altura, certamente, este fundamentalista já estaria a preparar estes actos terroristas, na medida em que elaborou um manifesto de 1518 páginas! Usa uma cruz semelhante à dos Templários e é iniciado de uma tal "Loja Azul" pertencente à Maçonaria. É ultranacionalista de extrema-direita e membro activo de um forum sueco de tendência neo-nazi. É contra o multiculturalismo e contra o islão. Há dias citou John Stuart Mill no twitter e parece ter feito uma interpretação muito peculiar da sua citação "Uma pessoa com uma crença equivale à força de 100 mil que só têm interesses".

De vez em quando aparece no mundo um paranóico capaz de espalhar o terror e praticar inqualificáveis genocídios. Este passou à história por ter morto centenas de pessoas num só dia.

Como se já não bastassem criminosos com Hitler, Sadam Hussein, Kadafhi e outros mais, agora aparece na Noruega, o país do Prémio Nobel da Paz, alguém que em tudo se assemelha a uma besta nazi, não fosse o facto de agir, ao que parece sozinho. Os nazis tinham um fortíssimo sentimento de grupo e Hitler apoiava-se muito na máquina de propaganda do partido para arregimentar os jovens e moldá-los ideologicamente.

Este parece que não precisou muito de uma máquina partidária atrás de si, pois segundo disse à polícia, agiu sozinho. Mas, tal como os nazis, Breivik deve por certo achar-se investido de uma missão divina de salvar a Europa dos males do multiculturalismo.



Os princípios onde baseia a sua ideologia "de esperança" são: Força, Honra, Sacrifício e Martírio! Os seus heróis: Charles Martel, El Cid, Richard The Lionheart, Jacques de Molay (o último dos Templários), Vlad Tepes (conhecido como o empalador por lutar contra o Califado Otomano na Roménia), John III Sobiesky (rei lutador contra o Califado Otomano-Islâmico na Polónia e Lituânia), e o Czar Nicolau I (imperador da Rússia)!
Lindo, não é?

O auto-denominado "Cavaleiro Templário 2083" identifica (preconiza?) uma Guerra Civil Europeia entre 1999 e 2083, ano em que deverá estar erradicado o multiculturalismo e a diversidade, que, segundo ele, estão a destruir a cultura dos países europeus. E o manifesto termina com um apelo: "Needless to say, my brothers; we, the conservatives of Europe, have a lot of work to do. Before we can star our Crusade, we must do our duty by decimating cultural marxism".

Estou atónita! Tenho a sensção de ter acabado de ler o Mein Kampf!

Pode ver aqui (de preferência sentado!) os vídeos com o perfil de Breivk e a visita de solidariedade da família real norueguesa às vítimas e às suas famílias.

sábado, 23 de julho de 2011

Em homenagem à Noruega

"Marit" - Desenho de Luís Diferr (c) 2001

"Novas da mal-parida ADD", por Anabela Magalhães

"A ADD só agorinha mesmo saiu da porta da igreja e ainda vai no seu adro e eis que os problemas surgem por todos os lados, estoirando quais foguetes em estoiranços piromusicais, muito lindos, está bom de ver.
Como em muitos agrupamentos tomaram decisões ILEGAIS, tal como distribuir as quotas equitativamente por departamentos, coisa não prevista na lei e que de facto não tem lógica absolutamente nenhuma já que num departamento pode haver dois professores Muita Bons e um Xalente e no outro ao lado pode haver zero Xalentes e cinco Muita Bons, eis que agora, avaliados os avaliandos por diferentes relatores e atribuídas as classificações, a distribuição das quotas por departamentos está a fazer estragos e a dar a burricada prevista.
Pois não é que um professor com 8,2 corre o risco de ter Muita Bom e outro ao lado, com 8,8, vai ter apenas Bom? Lá está, por causa da distribuição equitativa das quotas por departamento?! Mas onde está a lógica disto? E como remendar o imbróglio agora que ele estoira entre os dedos das cabeças pensantes que nas escolas pensaram tamanha idiotice? Ai meus deuses que as soluções são ainda mais mal cheirosas do que o cheiro até agora exalado - Manter tudo assim tal e qual e aguentar com os pedidos de recurso que por certo choverão? Alterar as classificações atribuídas, presumo que atribuídas em consciência? E digo presumo porque os meus olhos já viram cada coisa e os meus ouvidos já ouviram cada coisa que é de deixar qualquer um, que tenha a coluna vertebral minimamente no sítio, de cara completamente à banda. Esta última opção é particularmente desonesta e temo que não faltem relatores a amouxar... (...)"


Daqui.

Obrigada, amiga por mais este alerta!

Tragédia norueguesa com contornos ainda por definir: suspeito um neo-nazi


"Never since the Second World War has our country been hit by a crime on this scale," são as palavras do primeiro ministro norueguês Jens Stoltenberg.

Ontem ouvi referir na SIC um atentado em Oslo, reivindicado por telefone por um grupo radical pró-islamita por causa de uma caricatura do profeta Maomé publicada num jornal, exposto próximo do edifício atingido por uma explosão de grande magnitude. 
O grupo, denominado Ansar al-Yihad al-Alami, viria porém mais tarde a desmentir o envolvimento, num fórum da Internet.
A tragédia ocorrida na Noruega é agora relacionada com um jovem de extrema-direita e não com qualquer grupo islamista.
O suspeito deste crime horrendo é Anders Behring Breivik, de 32 anos, gestor responsável de uma quinta, que tem no perfil da sua página do Facebook "Cristão Conservador".


A polícia inclina-se para ligações anteriores do jovem a grupos neo-nazis nórdicos, os quais se julgava estarem extintos há algum tempo.
A polícia e o primeiro-ministro relacionam a bomba que destruiu um edifício governamental no centro de Oslo, com o tiroteio na ilha de Utoeya horas depois, onde tinha lugar um encontro de jovens trabalhistas e onde foram alvejadas muitas dezenas de pessoas.

Ler notícia aqui. Aqui uma galeria de fotos da destruição no centro de Oslo.

Expresso aqui aos bloggers amigos de Oslo o mais sentido pesar por este ataque sem precedentes ao povo norueguês, um dos que possuem um mais elevado sentido de cidadania que conheço.
Congratulo-me pelo facto de se encontrarem todos a salvo e envio um abraço de solidariedade.
I'm shocked and deeply sorry for this tragedy. Big hugs to all of you.

Aniversário de Amália Rodrigues


Amália Rodrigues 23 de Julho de 1920 - 6 de Outubro de 1999


O Google hoje assinala esta data com uma imagem da fadista portuguesa mais famosa de sempre. É simpático!



sexta-feira, 22 de julho de 2011

Lucian Freud, 1922-2011


"I want paint to work as flesh... my portraits to be of the people, not like them. Not having a look of the sitter, being them ... As far as I am concerned the paint is the person. I want it to work for me just as flesh does."

Era assim que Lucian Freud, neto de Sigmund Freud, o pioneiro da psicanálise, descrevia a sua pintura. Nasceu em Berlim a 8 de Dezembro de 1922 e mudou-se para a Inglaterra em 1933 com os seus pais, após a ascenção de Hitler ao poder na Alemanha. Lucian faleceu ontem. Era considerado o melhor pintor figurativo contemporâneo.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Modelo de ADD moribundo


É o que diz o Jornal I, aqui.

Pela minha parte gastei duas semanas a pensar e escrever alguma coisa coerente, já que detestaria entregar algo mal-amanhado, que me envergonhasse e não correspondesse, efectivamente, ao meu perfil.
Apesar de a Auto-Avaliação me ter servido essencialmente como exercício organizativo, obrigou-me a alguma reflexão e auto-análise. Contudo, não terei classificação de mérito por não ter pedido aulas assistidas. Espero cumprir mais esta etapa da minha carreira sem danos de maior a nível das relações pessoais, que são para mim coisa muito importante no ambiente de trabalho em equipa.
Mas, já aqui afirmei várias vezes, não acredito na justeza desta avaliação.
Se realmente estiver moribunda, paz à sua alma, porque a minha consciência já a tem!

Rating

Clique para ampliar

Pisar a Lua há 42 anos


Foi a 20 de Julho de 1969. E ainda hoje há gente que nega a existência de um dos maiores acontecimentos da História da Humanidade...

Vejam aqui.
Imagem daqui.

APEDE-posição sobre a reorganização curricular


Reorganização curricular: a verdade "escondida" e as oportunidades perdidas

Um texto lúcido a acutilante a não perder.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Dia internacional do amigo

ADD e a guerra fria nas Escolas

"Apelo ao Ministro Nuno Crato"

Um texto lúcido de Regina Gouveia, professora aposentada de Física e Química, mas ainda assim muito activa e interventiva.
Vale a pena ler, assim como os comentários.

No Blogue De Rerum Natura

Exposição História com Humor

"É já amanhã dia 21 de Julho, pelas 19h00, no CNBDI que inauguramos a Exposição História com Humor, um retrato da História de Portugal onde as peripécias e façanhas dos heróis nacionais são apresentadas com um enorme sentido de humor através do traço de Artur Correia e das histórias de António Gomes de Almeida.
Esta mostra introduz ainda o tema central do 22º AmadoraBD que este ano é dedicado ao Humor."

Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem




Av. do Brasil, nº 52-A
2700-134 Amadora
T: 214369057 Fax: 214962353

Julhembro

Foto: Foureyes, o sabor do vento

terça-feira, 19 de julho de 2011

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Sócrates, futuro colega?


Afinal parece que é verdade: José Sócrates foi realmente para Paris.
É mesmo ele no Café du Pont-Neuf!
Diz-se por aí que pediu uma licença sem vencimento à Câmara Municipal da Covilhã, onde trabalhava antes de ter funções governativas, para ir estudar para Paris. Mas não Engenharia e sim Filosofia, pasme-se!
Pessoa de espírito dogmático e tecnocrata arrogante... não me parece ter perfil para honrar o nome que carrega: o do filósofo grego da Antiguidade que defendia valores como a modéstia, a humildade, a virtude, o amor à verdade e o conhecimento de si mesmo como caminho para a sabedoria!
Mas, nunca se sabe, talvez haja por lá algum centro de Novas Oportunidades que lhe dê umas aulitas a pataco e um certificado prêt-à-porter!

Leia aqui a notícia.

Dia de Mandela

 
"DEDICATE TODAY 67 MINUTES TO MAKE THIS A BETTER WORLD!"
Um apelo de Madiba no dia em que ele comemora o seu 93º aniversário!
Dedica hoje 67 minutos a fazer bem ao mundo à tua volta, em reciprocidade aos 67 anos de vida política activa, oferecidos por Nelson Mandela à mesma causa.

domingo, 17 de julho de 2011

Cumpriu-se finalmente a AAD

Depois de uma semana de férias passada em casa a trabalhar, o estado de espírito é tramado... Foi das semanas de férias mais sui-generis da minha vida! Só apetece uma música à altura.



Música de José Mário Branco
Poema de Natália Correia

Zé povinho faz manguito à Moody's

Até a popular figura de Bordalo Pinheiro ficou chocada com os senhores da Agência norte-americana, que classificou a dívida portuguesa como "lixo".

O sentido patriótico dos portugueses não se fez esperar e a sua veia para o comércio também não: a Vista Alegre Atlantis começa amanhã a vender esta peça de louça nacional, inspirada na figura de Zé Povinho de Bordalo Pinheiro.

Ler aqui.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Dia internacional do homem


Decretado pela UNESCO para 15 de Julho.

Eco faz versão ligeira de "O Nome da Rosa"


"Eco vai aligeirar várias passagens da obra assim como a linguagem usada no "thriller" medieval, com ação passada no século XV, para o aproximar das novas gerações e das novas tecnologias". Daqui.

Acho mesmo bem. Sobretudo as passagens em latim, obrigaram-me a muitas pestanas queimadas e muita paciência. Pode ser que muitos "desistentes" que só foram ver o filme, agora leiam o livro.

O biquini apareceu há 65 anos









Atribui-se a criação do biquini a um engenheiro (pasme-se!), o sr. Louis Réard, a 5 de Julho de 1946. A sua primeira utilizadora pode ter sido uma stripper, a Mlle. Micheline Bernardini.
Mas é nas divas do cinema que nos recordamos dos mais belos biquinis, quero dizer, momentos!
De Marilyn Monroe até Halle Barry, passando por Ursula Andress, Raquel Welch e Brigitte Bardot, um longo caminho se percorreu no design de moda. E hoje os biquinis são incontornáveis.