sexta-feira, 14 de setembro de 2012

No centenário de Jorge Amado


Passaram 100 anos sobre o nascimento daquele que o jornal O Globo considerou "o homem que melhor escreveu um país". 
O Brasil de Jorge Amado acompanhou a minha juventude nas noites incontáveis em que, presa às suas páginas, me imaginava a viajar pelos seus areais, as roças de cacau, as praias e as praças das cidades baianas.
Depois vieram as adaptações televisivas de alguns dos seus melhores romances e a seguir o cinema.  Obras como"Gabriela, cravo e canela", "Dona Flor e seus dois maridos", "Tieta do Agreste" ou "Capitães da areia" ganharam forma e corpo nas imagens do écran. E com elas um novo desafio à nossa imaginação e as habituais comparações entre a obra literária e as formas narrativas associadas ao cinema.

Uma atriz em especial parece ter reunido alguma característica comum a muitas das personagens principais de Jorge Amado: Sónia Braga interpretou Gabriela, Tieta, Tereza Batista e Dona Flor.
Agora, por altura do centenário de Jorge Amado, surge um remake de Gabriela, da TVGlobo, onde aparece, surpreendentemente bem no papel, Juliana Paes e mais um excelente elenco. Apetece rever Gabriela e recordar, sempre, Jorge Amado.

Para saber mais sobre as personagens femininas na obra de Jorge Amado, clique aqui.

1 comentário:

  1. Jorge Amado a par de Ferreira de Castro, Alves Redol e Steinbeck foram os principais responsáveis pela formação do meu pensamento político-social. De Jorge Amado, O Cavaleiro da Esperança e Os Subterrâneos da Liberdade,embora toda a obra dele tenha ingredientes bastantes para ter dado o seu contributo nesse sentido.Alguns são de grande violência emocional, Tieta ou Teresa Batista, que chegava a ser difícil para mim, mulher, ler alguns detalhes. Quando tive oportunidade de visitar, entre outros tantos lugares fantásticos do Brasil, São Salvador da Baía, foram ainda textos de Jorge Amado que me serviram de cicerone nomeadamente "Baía de Todos Os Santos". Andei imenso a pé durante 4 dias mas segui tudo à risca. Está longo, bj

    ResponderEliminar