domingo, 30 de setembro de 2012

Week-end movie: Brave



Foi esta a minha escola de fim de semana. Não me arrependo, mesmo tenho ficado literalmente escaldada com o preço exorbitante do bilhete, com uma taxa para a versão em 3D e mais o custo dos respetivos óculos. Ainda assim, vale a pena ver esta pequena maravilha tecnológica ao serviço da 7ª Arte. Recomendo a versão original para poderem escutar a autêntica pronúncia escocesa. A voz de Ema Thompson no papel da rainha, a maravilhosa criação digital dos milhões de fios de cabelos ruivos de Mérida e as aventuras em que se mete esta jovem princesa endiabrada, são realmente uma deliciosa combinação.

Porta de Lisboa

Foto: (c) Pérola de Cultura - Cais das Colunas, Lisboa

sábado, 29 de setembro de 2012

Aniversário de Caravaggio


Retrato de Caravaggio por Ottavio Leoni (1621)




Pinturas de Caravaggio
Michelangelo Merisi da Caravaggio (29 de setembro de 1571 – 18 de jullho de 1610) foi um artista italian que desenvolveu a sua atividade em Roma, Nápoles, Malta e Sicília entre 1593 e 1610. As suas pinturas combinam uma observação realista dos humanos, tanto física como emocional, com um uso muito especial da luz, de modo a obter efeitos verdadeiramente dramáticos. Caravaggio teve uma influência clara na pintura Barroca. 

Mailinda

(c) Antero Valério

Eu que o diga, que recomecei a trabalhar há um mês e já parece que me passou um autocarro por cima!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Abu Simbel em Óbidos


"Abul-Simbel é um complexo arqueológico constituído por dois grandes templos escavados na rocha, situados no sul do Egipto, no banco ocidental do rio Nilo perto da fronteira com o Sudão, numa região denominada Núbia, a cerca de 300 quilómetros da cidade de Assuão. No entanto, este não é o seu local de construção original; devido à construção da barragem de Assuão, e do consequente aumento do caudal do rio Nilo, o complexo foi trasladado do seu local original durante a década de 1960, com a ajuda da UNESCO, a fim de ser salvo de ficar submerso.
Os templos foram construídos por ordem do faraó Ramsés II em homenagem a si próprio e à sua esposa preferida Nefertari. O Grande templo de Abu Simbel é um dos mais bem conservados de todo o Egipto."
In Wikipedia 
(Foto: Câmara Municipal de Óbidos)

Para quem, como eu, considera remota a hipótese de ver o templo original no Egito, dispõe agora de uma possibilidade mais à mão; trata-se de uma réplica deste monumento, em menor dimensão, instalada em Óbidos desde o dia 14 de setembro e até  31 de outubro. Esta obra é de autoria de Hany Mostafa e está instalada na cerca do Castelo, no Terreiro de Santiago. As entradas variam entre 1,5 e 5 euros.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

A beleza da simplicidade



Filme de promoção turística de Portugal, premiado internacionalmente. 
De vez em quando ainda há uma ou outra boa notícia, por entre o cinzento das nuvens que teimam em tolher-nos a existência nos tempos que correm.

sábado, 22 de setembro de 2012

Outono

(Foto cuja autoria não foi possível identificar)

José Gomes Ferreira e Fernando Lopes Graça em Belém



"Acordai", uma canção com poesia de José Gomes Ferreira e música de Fernando Lopes Graça, foi entoada por um coro de 300 pessoas em frente ao Palácio de Belém durante a vigília de ontem.
O povo não é estúpido e a cultura também saiu à rua como (mais uma) forma de protesto.

sábado, 15 de setembro de 2012

É a hora!

Fernando Pessoa
(c) Jean-Claude Fournier

NEVOEIRO

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra
Define com perfil e ser
Este fulgor baço da terra
Que é Portugal a entristecer
Brilho sem luz e sem arder,
Como o que o fogo-fátuo encerra

Ninguém sabe que coisa quer,
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ânsia distante perto chora?)
Tudo incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal hoje és nevoeiro...

Fernando Pessoa

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Do Blogue de Luís Diferr na rentrée



No centenário de Jorge Amado


Passaram 100 anos sobre o nascimento daquele que o jornal O Globo considerou "o homem que melhor escreveu um país". 
O Brasil de Jorge Amado acompanhou a minha juventude nas noites incontáveis em que, presa às suas páginas, me imaginava a viajar pelos seus areais, as roças de cacau, as praias e as praças das cidades baianas.
Depois vieram as adaptações televisivas de alguns dos seus melhores romances e a seguir o cinema.  Obras como"Gabriela, cravo e canela", "Dona Flor e seus dois maridos", "Tieta do Agreste" ou "Capitães da areia" ganharam forma e corpo nas imagens do écran. E com elas um novo desafio à nossa imaginação e as habituais comparações entre a obra literária e as formas narrativas associadas ao cinema.

Uma atriz em especial parece ter reunido alguma característica comum a muitas das personagens principais de Jorge Amado: Sónia Braga interpretou Gabriela, Tieta, Tereza Batista e Dona Flor.
Agora, por altura do centenário de Jorge Amado, surge um remake de Gabriela, da TVGlobo, onde aparece, surpreendentemente bem no papel, Juliana Paes e mais um excelente elenco. Apetece rever Gabriela e recordar, sempre, Jorge Amado.

Para saber mais sobre as personagens femininas na obra de Jorge Amado, clique aqui.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

11 anos sobre o 11 de setembro


World Trade Center, New York, 11/09/2001

Naquele dia aparentemente calmo de setembro tinha trabalhado em casa de manhã, por ser feriado no meu município. Parei para almoçar e liguei o televisor na SIC.
Paulo Camacho dava a notícia de um acidente no World Trade Center. Por causas até ao momento desconhecidas, uma aeronave tinha embatido numa das torres e causado um incêndio de enormes proporções. Estavam a dirigir-se algumas viaturas de bombeiros para lá e as primeiras imagens tinham sido captadas por um transeunte. 
Pouco depois assisti incrédula e literalmente boquiaberta ao embate do segundo avião na outra torre.
Lembro-me de balbuciar "Porra, isto não pode ser um acidente. Acidente coisíssima nenhuma!!!"
Sozinha no silêncio da minha casa, assisti, sem conseguir almoçar, ao desenrolar de toda aquela tragédia em direto. Nunca tinha até esse momento visto nada assim. E também nunca tinha tinha visto um pivot de televisão a ficar branco e gago no meio de um telejornal.
A tragédia era de proporções incalculáveis e até hoje contam-se os mortos e desaparecidos, em várias versões, mas com a tónica comum do horror, da intolerância e do ódio. Muitos dos sobreviventes são hoje pessoas irremediavelmente doentes física e psicologicamente.
Nunca mais o 11 de setembro me soube a feriado, nunca mais o gozei como uma folga, pois ele sabe-me a luto e a fel. Gostaria de apagá-lo do calendário, mas a História não volta para trás.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

As origens do tango

Tango nuevo - (c) Pedro Alverez

No principio o Tango era dançado entre homens, como é o Sirtaki, dança tradicional grega.
Levou mais de 20 anos até que o TANGO fosse dançado com uma mulher (a partir de 1910).
Este vídeo é uma obra de arte. O estilo é uma pequena jóia ...
Reparem na mudança de mãos, que decide quem conduz quem...



(Enviado por Tita Fan)