sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Knossos - vestígios da civilização minóica *





















Sir Arthur Evans iniciou as escavações em 1900 daquilo que já se sabia ter sido um fabuloso palácio da civilização minóica, em Knossos, a 5 km de Heraklion.
As pesquisas haviam começado em 1878 pelas mãos de um grego amante da Antiguidade, por coincidência também chamado Minos, como o rei que se supõe ter sido o fundador das Cortes em Knossos.
Pelo facto de o terreno, situado na colina de Kephala, pertencer à época aos turcos, as pesquisas tiveram de ser interrompidas e só anos mais tarde Evans obteve autorização num concurso público para as retomar, conseguindo colocar a descoberto a totalidade das ruínas, no curto espaço de três anos.
Muitos dos vestígios encontram-se hoje restaurados ou em fase de reconstrução, dado o seu valor arqueológico e a sua importância para o estudo do que foi a civilização minóica.

* A civilização minóica costuma ser associada ao chamado período Neo-palaciano, situado entre 1700 e 1350 A.C.


1. e 10. Bastião do Touro (Porta Norte)
2. Golfinhos no Mégaron da Rainha (Ala Oriental)
3. As Damas de Azul (cópia em sala sobre a Sala do Trono)
4. Um dos Grifos na Sala do Trono
5. Sala do Trono (Trono do Rei Minos em alabastro)
6. Frescos nos Propileus (Ala Sul)
7. Pithoi (Armazéns do Palácio)
8. Cornos Sagrados (Ala Sul)
9. Varanda dos Escudos (Ala Oriental)

Fotos de Pérola de Cultura em Knossos, Creta.

2 comentários:

  1. Olá Lelé!

    Bonitas fotografias.
    Simples e mostrando o que verdadeiramente importa.
    Também já reparei, olhando para o lado direito, que gostas de um dos programas televisivos que mais aprecio: Câmara Clara. Apresentado, julgo, pela jornalista Paula Moura Pinheiro.
    Temos alguns gostos comuns. Afinal, cada ser humano tem sempre algo que comunga com outro ser humano. Refiro-me aos traços culturais e preferências.
    Gosto muito (em linguagem televisiva) do Mezzo e dos documentários (Odisseia, National Geo, Discovery).

    Creta, deve ser um lugar muito aprazível e reconfortante.
    Sortudos, os que podem viver num lugar assim.

    Um Xi para Vós. Saudades.

    ResponderEliminar
  2. Olá Rui!

    É verdade. Podes crer que me apeteceu mudar-me para lá e ficar lá a viver até este país se curar.
    Bem vistas as coisas gostamos dos mesmos programas e andamos pelos mesmos canais.

    Era cá um feelling, nesse teu sorriso maroto...

    ResponderEliminar