quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Fidel como os gatos


A notícia de que Fidel Castro apareceu há dois dias na televisão cubana surpreendeu-me. Os 14 meses de ausência da vida pública após a sua grave doença fizeram com que muitos cubanos, alguns com que falei pessoalmente, pusessem a hipótese de que já não estivesse vivo.

Subitamente, pouco tempo após o seu 83º aniversário, que noticiei abaixo, ei-lo que reaparece, de fato de treino e com boa disposição, conversando com jovens venezuelanos que estudam Direito em Havana.

(Lembremo-nos: ele é amigo de Hugo Chavez. Ugh!)

Pois além de amena conversa, ainda deu ensinamentos aos jovens que recebeu na sua casa e ofereceu-lhes exemplares de escritos que ainda publica regularmente, os quais autografou na hora!

E nós que pensávamos que ele já nem falava, quanto mais escrever!
O homem deve ter sete fôlegos, como os gatos... além de que caem sempre de pé!
Se um dia voltar a ter um gato vou chamar-lhe Fidel!

Sem comentários:

Enviar um comentário