domingo, 11 de dezembro de 2011

Nobel da Paz no feminino

Tawakkul Karman do Yemen, Leymah Gbowee e Ellen Johnson-Sirleaf, Presidente da Libéria (Foto: John McConnico/AP)

O trabalho de algumas mulheres ativistas dos direitos humanos começa a ser finalmente reconhecido pelo Comité Nobel. Este domingo, 10 de dezembro foram premiadas três mulheres de regiões e culturas bem distintas das habituais Europa ou EUA. São elas Ellen Jonhson Sirleaf, Leymah Gbowee, e Tawakkul Karman. A Pérola de Cultura já tinha assinalado aqui esta atribuição com o contentamento que tal decisão merece. Mas o dia da entrega do Prémio Nobel é sempre algo que os noruegueses vivem com muito entusiasmo. Leia a notícia completa aqui nas palavras do Renny Amundsen.

Sem comentários:

Enviar um comentário