domingo, 26 de setembro de 2010

A Papisa Joana



Die Päpstin (A Papisa Joana) é um filme épico de co-produção europeia (Alemanha, Reino Unido e Espanha), baseado no romance homónimo da autora americana Donna Woolfolk Cross. O filme foi realizado por Sonke Wortmann e é interpretado por Johanna Wokalek no papel da Papisa Joana.
O amante de Joana é interpretado por David Wenham  e o Papa Sérgio II por John Goodman.
A ante-estreia mundial teve lugar em Berlim a 19 de Outubro de 2009 e estreia agora em Portugal.
A controvérsia em torno desta figura misteriosa da única mulher que supostamente governou a Igreja Católica como sendo Johannes Angelicus, o Papa João VII durante dois ou três anos, promete um filme interessante.




- "Sou independente, livre, ao falar e pensar. Quero viver como nenhuma mulher pôde sonhar."
- "Você está brincando com o fogo, Johanna."
(...) - "Talvez fosse inteligente da nossa parte fazer com que ela desaparecesse."

Porque é que isto me faz lembrar de Hypatia de Alexandria no filme "Ágora"? Já sei, mas não conto.

Sem comentários:

Enviar um comentário