sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Sakineh Mohammadi Ashtiani continua presa


A notícia da libertação de Sakineh Mohammadi Ashtiani dada ontem pelos orgãos de comunicação foi hoje desementida pelo governo do Irão.
Há muito condenada pelas autoridades iranianas à morte por lapidação, Sakineh foi objecto de muitas manifestações de solidariedade e de protestos internacionais.
Contudo, esta notícia dada por uma ONG alemã, não foi oficialmente confirmada, o que levantou algumas dúvidas acerca da sua verosimilhança.
Em Setembro começou a circular uma petição internacional pela libertação de Sakineh, que afinal, continua presa e condenada à morte por lapidação.
Esta, a par da prisão de Liu Xiaobo, é para mim, a segunda má notícia no Dia Mundial dos Direitos Humanos.

2 comentários:

  1. I agree. I have followed up a woman here in Norway who is from Iran, and her husband will do anything to get her back to Iran and have her stoned. She is scared to death of that happening. Its a grotesque practice of a barbaric law.

    ResponderEliminar
  2. Like in the medieval times, or even worse!

    ResponderEliminar