quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Ainda sobre o fim da Formação Cívica


«Numa carta enviada ontem ao ministro da Educação e Ciência, o Provedor de Justiça frisa que o cumprimento do estipulado na Declaração das Nações Unidas e na Carta do Conselho da Europa “não se compadece” com a prevista eliminação daquela disciplina.
O Provedor lembra, a propósito, que nestes instrumentos internacionais se determina, por um lado, que a educação para os direitos humanos é uma responsabilidade dos Estados e, por outro, que o acesso a esta constitui um “direito da pessoa”. »
Leia aqui o artigo completo.

Resta saber, perante este parecer, o que se irá fazer. Apesar de o artigo dizer que "o ministro Nuno Crato se manifestou sensível ao argumento", certamente, uma vez a decisão tomada, continuará a haver uma atitude de "surdez" do executivo em relação a tudo o que interfira nas políticas de contenção de gastos.  Esta posição vem juntar-se à dos Diretores de Escolas da região do Alentejo, que referi aqui abaixo. Estamos apenas a quatro dias do prazo para a discussão pública da revisão curricular. A tomar posição, há que fazê-lo agora!

Sem comentários:

Enviar um comentário