sexta-feira, 20 de maio de 2011

O que valem as sondagens?


Sondagem do dia 13/05 - Público e TVI

No dia 5 de Junho teremos a resposta a esta velha questão.
Só é pena não dispormos de dados relativos às intenções de abstenção, um fenómeno crescente nas sociedades europeias e sobre o qual deveríamos reflectir.
Sou levada a crer que estarão a passar de validade as tradicionais fórmulas de seduzir o eleitorado, mediante uma retórica já gasta e inadequada a um tempo em que as velhas dicotomias esquerda/direita deixaram, eventualmente, de fazer sentido.
Não será tempo de repensar um novo homem político, mais humano, mais sensível e menos calculista?

1 comentário:

  1. A abstenção vai certamente ser enorme. Defato é bem mais fácil e cómodo só dar palpites do que tomar uma decisão. Nos tempos que se vivem chega a ser doloroso.
    Mas, enfim, haverá sempre uma opção em tanta oferta....quanto mais não seja para dizer não a alguns!! Claro que há sempre a velha história do voto útil ou do voto perdido que este nunca o será. E o útil não poderá também ser perdido?
    Na verdade "Um admirável mundo novo" deveria surgir, mas de maneira alguma semelhante ao que foi imaginado pelo autor do livro. Tita Fan

    ResponderEliminar