quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Diário de uma professora no desemprego


Recebi por e-mail este relato de uma situação caricata e preocupante que se está a passar com a (ao que parece de dificílimo acesso) candidatura dos professores que não obtiveram colocação em nenhuma das duas fases concursais até agora efectuadas.
Omito o nome da professora por razões óbvias.


"Dia 1
Ok, saíram as listas. Não fui colocada antes do início do ano uma vez mais. Quem me manda ser teimosa e querer trabalhar perto de casa (sendo que o perto se estende até 150 km diários!!!) e não me dar ao luxo de ter duas casas?? BURRA!

Dia 2
Caminho forçado e pesaroso até ao centro de emprego. Afinal, não basta estar desempregada como ainda tenho de esperar horas a fio numa sala cheia de gente (ai a gripe A!) para me inscrever num centro que nunca (sublinha NUNCA) arranjará emprego na minha área (FILOSOFIA, AH, pois...),mas enfim...
Ponto positivo: ao fim de alguns anos começamos a conhecer-nos uns aos outros e até já nos cumprimentamos, pequenos acenos de cabeça, algumas conversas de circunstância - "então, ainda não foi desta hem?? "tens muita gente à tua frente?" "todos os anos é a mesma coisa..." Enfim, até fazemos amigos no centro de emprego! Dia 01 de Setembro temos sempre encontro marcado!

Dia 3
Está na hora de arregaçar as mangas: procura activa de emprego. Que tal pesquisar algumas ofertas de escola enquanto aguardamos a famosa novidade "Bolsa de Recrutamento"? Sim parece-me bem.
Ok. Parece que estou com alguma dificuldade em entrar na aplicação...

Tentativa 1 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Hum ok, devo ter-me enganado em alguma coisa. O ministério paga tantos milhõezinhos (corrijo, nós pagamos) a empresas privadas para fazer estas elucidadas plataformas que de certezinha que o erro é meu, amadora informática com a mania que sabe tstst...

Tentativa 2 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 3 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Mau, o que se passa, não quero acreditar que me engane 3 vezes seguidas. Ok, mais uma vez...

Tentativa 4 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Certo, queria confiar que o nosso fantástico M.E. não iria alterar aquilo (porventura uma das poucas coisas) que até funcionava razoavelmentezinho como era esta plataforma da contratação de escola, mas estou a ver que não têm "pedalada" para a quantidade de professores que deixaram de fora...
Bem, quem persiste alcança, não é verdade?? ´Bora lá mais umas vezes...

Tentativa 5 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 6 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 7 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 8 - YES! Consegui! Bom vamos lá ver oq ue existe para aqui. hum, 4 páginas com ofertas de escola para filosofia? Isto está a melhorar. Ora, página 1 - apenas 3ou 4 são para a minha zona. O que está a dar é o Norte do país. Não sei porque não me mudo de vez... ah, pois, há aquela coisa da língua .... ehehhe (eu até tenho tantos colegas do norte, são uns queridos). Certo, página 2, 3 e 4 - exactamente as mesmas ofertas da página 1. Grande gafe. Algum erro informático com certeza. Não vale a pena estar já a criticar. Vamos lá ver as ofertas a que posso concorrer. Boa. Agrupamento de escolas. Dr Azevedo Neves. Clico em "consultar". Surge a maldita caixinha a dizer para eu aguardar. Eu aguardo, tenho o dia todo, até estou desempregada não é?
3 minutos nisto. Pronto, cá está a maldita mensagem - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 9 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 10 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 11 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 12 - Finalmente consegui entrar. Os mesmos passos, consultar oferta. O computador pensa um bocadinho e cá está ela, toda bonitinha, a página com os critérios: Experiência profissional (descrição numérica); habilitação profissional (descrição numérica); perfil de competências (descrição numérica).
Qual é o meu perfil de competências, em número???? Bem passando à frente, clico em candidatar, logo se vê. 1 minuto...2 minutos...
"serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Tentativa 13....
Bem, penso que não vale a pena continuar a massacrar-vos. Claramente o meu dia inteiro resumiu-se a tentar entrar numa aplicação que NÃO funciona. Ah, sim a altas horas da madrugada a aplicação funciona um pouco melhor mas nunca, sublinho uma vez mais NUNCA se consegue à 1ª (nem 2ª, nem 3ª...). Lá consegui concorrer às únicas 2 que me interessavam e que a aplicação teve a benevolência de me permitir consultar...
Quero ver como o ME vai resolver isto, a aplicação a não funcionar, os professores que não conseguem lá entrar e no entanto os prazos de candidatura mantêm-se. Ah, pois, marimbam-se para nós, é verdade!

Dia 4
Novo dia, o ME teve TODA A NOITE para resolver o problema. Vamos lá tentar e ver se existem novas ofertas.

Tentativa 1 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Tentativa 2 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Tentativa 3 - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Tá bem tá, querias não querias... vais passar aqui o dia todo agarrada ao pc e é se queres. Toma lá que é para aprenderes a não querer ser professorinha.

Bom, a história continua tal e qual, sem tirar nem pôr. UMA VERGONHA DESCARADA E TOTAL AUSÊNCIA DE BOM SENSO E PREOCUPAÇÂO por estes profissionais que QUEREM TRABALHAR!

Ah, já sei, falaram que as cíclicas iam acabar e agora éramos colocados numa bolsa (bolsa?, hum, eu gosto muito de malas, se calhar isto vai correr bem) de recrutamento. Ora bem, como se processa isto? Aparentemente será magnífico, já não temos de esperar a saída das cíclicas (que aliás nunca eram anunciadas para ficarmos colados todos os dias frente ao monitor...) e seremos avisados directamente para o e-mail e no verbete. Ok, vamos lá espreitar:
E-mail: 0 mensagens novas.
ok, se calhar vai primeiro para o verbete. Vou ver:
Fazer login... a fazer o login... "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços." Estão a gozar comigo, de certezinha...
Fazer login... a fazer o login... "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Fazer login... a fazer o login... "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços." - Ah, estão a testar a minha paciência.

Agora é que é. Vou mandar e-mails, vou telefonar.... Sim, pois, tenta lá ligar que já vais ver os milhões de chamadas em espera. Está desempregada, nada de gastar rios de dinheiro em telefone. Ok. então um mailzinho que até é mais barato. Pois, encontrar o endereço... ao fim de 15 minutos encontrei. Enviar! Agora é esperar a resposta ( daqui a uns dois ou três meses, quando já estiver colocada, ehehe)
E agora? Já sei vou consultar tudo novamente posso já ter sido colocada.

E-mail: 0 mensagens novas
verbete - login... "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."
Candidatura electrónica - "serviço indisponível. Se o problema persistir por favor contacte os nossos serviços."

Depois de repetir este processo de 10 em 10 minutos garanto-vos que estou prestes a tornaram-me psicopata. Estou farta disto. Chego ao fim do dias mais irritada e exausta do que leccionar um dia inteiro a 30 adolescentes com as hormonas aos saltos. E dizem que os desempregados estão na boa vida???

Bem amanhã novo dia nesta ronda - verbete, contratação de escola, e-mail. É como trabalhar num carrossel, mas a mim ninguém me dá chapinhas... Um grande chapadão apetece-me a mim dar aos anormais que estão por detrás destas invenções. IRRA!"

3 comentários:

  1. É caso para dizer irra mesmo!
    Sorte para quem tem de lidar com este caos!

    ResponderEliminar
  2. Sorte e muuuuuuuita paciência, Anabela!
    Além do desemprego e da precariedade, estes colegas ainda se defrontam com o aparelho burocrático do Ministério da Educação, agora com pretensões tecnológicas, que depois não funcionam mesmo.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  3. Este relato esta muito bem feito, com muito censo de criatividade.
    Não sou professor mas da pra sentir que se precisa de muita arte para aguentar o tranco.
    Um abraço de Jader Resende

    ResponderEliminar