quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O erro de Joana



Esmiuçada ontem por Ricardo Araújo Pereira no programa do Gato Fedorento, Joana Amaral Dias, muito pouco à altura do seu interlocutor, acabou por dizer quase no fim do programa que iria votar em Francisco Louçã, mas que nas presidenciais votou em Mário Soares. E bem, diz ela, pois “se fosse ele o Presidente da República estaríamos agora muito melhor!”… Seria mesmo, Joana?

Mas as tiradas infelizes na televisão não se ficaram por aqui: Nuno Melo, do CDS, admira-se da subsistência do PCP e do Bloco de Esquerda, dizendo que “ainda há em Portugal trotskismo, leninismo e estalinismo, tantos anos após a queda do muro de Berlim!”


Cartoon de Henrique Monteiro

Sem comentários:

Enviar um comentário