quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ministra da Educação não se mostra indisponível para continuar


Maria de Lurdes Rodrigues em entrevista às 8:13 à RTP1, onde se congratulava com a competência das escolas no arranque do ano lectivo, à pergunta se continuaria disponível para continuar na pasta da Educação declarou: "Vamos ver os resultados eleitorais e depois analisaremos".
Ou seja, Maria de Lurdes Rodrigues não negou a hipótese de continuar, nem se mostrou à partida indisponível, embora Isabel Alçada na Convenção do PS no domingo tenha discursado como se já fosse a nova ministra da educação, tendo falado em nome do governo.
Sobre a inevitável questão do modelo de Avaliação dos Professores, a ministra nada adiantou, fugiu mesmo à pergunta, desviando para "houve alguns problemas, mas no fim tudo correu bem, os alunos foram todos avaliados, fizeram-se os exames e as notas até subiram".
Ora bem, primeiro é mesmo preciso "contar os votozinhos"!

4 comentários:

  1. É preciso contá-los.
    Espero ter uma alegria no dia 27. Espero...

    ResponderEliminar
  2. Pois sim, também eu espero!
    Mais alívio - é o termo exacto, depois de anos de sofrimento e conflitualidade.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. A falta de vergonha despudorada que essa senhora sempre evidenciou, continuará sempre até ao fim. Mas não nos deixemos levar: ela está apenas a fazer o seu papel, de convencimento do grande público. Apesar de o castelo estar em chamas e quase em cinzas, continua a dizer que "tudo vai bem no melhor dos mundos possíveis"...
    Cumprimentos especiais.

    ResponderEliminar
  4. Ou não contar!
    Com o meu não conta, com os nossos!
    Beijinhos Lelé, Luís e Anabela

    ResponderEliminar