quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Sydney - primavera dantesca







A tempestade de areias do deserto que se fez sentir durante o dia de ontem em Sydney é, certamente, mais um daqueles efeitos das profundas e cada vez mais frequentes alterações climáticas que estão a afectar o planeta.
Os australianos não viam nada assim desde 1940, pois a visibilidade, nalgumas estradas, não ultrapassava os três metros, debaixo do denso capacete de poeira vermelha.
Qualquer coisa de dantesco, que seria noutros tempos interpretada como alguma fúria dos deuses, ainda por cima simbólica, já que marcou o dia da chegada da Primavera no hemisfério Sul.
Neste caso, o mais provável é que os deuses estejam a ficar incomodados com as emissões de CO2 da China, o maior poluidor do mundo...


Imagens: Sydney Opera House debaixo da tempestade e vista da cidade em condições normais

Sem comentários:

Enviar um comentário