terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Carnaval, festa pagã


Do latim “Carnem levare”, significa tirar a carne, período que precede a quaresma, durante a qual, segundo a tradição religiosa, a carne é proibida.
Por esta razão, na época romana eram celebrados os “carnesciale”, grandes banquetes antes do jejum.
O Carnaval dura algumas semanas e termina na terça-feira gorda, dia em que se concentram os maiores festejos, antes da quaresma, que se inicia na quarta-feira de cinzas.
O Carnaval tem raízes antiquíssimas, desde os festejos do antigo Egipto em honra da deusa Ísis, às grandes festas Dionisíacas gregas e em honra de Baco, até aos Saturninos da época romana, durante os quais eram suspensas as leis em vigor.
Esta ruptura das normas trouxe a tradição de mascarar-se, que dura até hoje e é o traço mais característico do Carnaval.

4 comentários:

  1. Belas postagens Lelé Batita. Parabéns!!!
    Um abraço, :)
    Suziley.

    ResponderEliminar
  2. Olá Lelé

    Obrigada por partilhares toda esta informação ácerca do Carnaval.

    Embora seja uma festa que muito pouco me diz e com a qual não me identifico, é sempre bom sabermos a sua origem e o seu significado.

    O saber não ocupa lugar, não é verdade?

    Obrigada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar