sexta-feira, 3 de julho de 2009

Verdades inconvenientes


O Blogue do MEP faz hoje um levantamento sobre algumas posições que Manuela Ferreira Leite tomou no passado e que convém rememorar, antes que a opção eleitoral dos professores seja ditada mais pela emoção do que pela razão.

Em 1994 Vicente Jorge Silva escreve no Editorial do jornal Público a propósito das manifestações de estudantes contra o aumento das propinas, que estes pertenciam a uma "geração rasca". Manuela Ferreira Leite gostou do termo e usou-o até à exaustão.

O IOL Diário em 15 de Janeiro de 2008 noticiava:

"A ex-ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite afirmou esta terça-feira que se o Governo for honesto não pode baixar os impostos e defendeu que o Estado deve retirar-se de sectores como a saúde e a educação, noticia a Lusa."

Convém também lembrar que Manuela Ferreira Leite foi Ministra da Educação de 7 de Dezembro de 1993 a 27 de Outubro de 1995. Defendendo a privatização do ensino, o que podemos esperar do futuro da escola pública se ela vier a governar?

Sem comentários:

Enviar um comentário