sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Copenhaga entre o fogo e o gelo







Depois dos tumultuosos incidentes decorrentes das manifestações em Copenhaga, a Cimeira dos líderes mundiais sobre o clima parece não ver um final feliz.

No dia do seu início escrevi aqui sobre as previsíveis dificuldades de um entendimento entre os países envolvidos para a formulação de um protocolo que os comprometa a reduzir os efeitos nocivos sobre a atmosfera e que vigorará após os Acordos de Kyoto, que expiram em 2012.

Após onze dias de conversações e a seguir a uma noite inteira de tentativas de acordo, alguns chefes de Estado como Nicolas Sarkozy e Lula da Silva manifestaram hoje a sua descrença na possibilidade de esta Cimeira terminar com um Documento satisfatório assinado.

Depois de muita gente ter estado de olhos postos na COP 15 com a expectativa de que os maiores decisores do mundo pudessem entender-se sobre a prevenção dos desastres climáticos e a protecção da qualidade de vida que decorre da preservação do ambiente, a desilusão parece ser hoje a pedra de toque em Copenhaga.

Sem comentários:

Enviar um comentário