quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Professores frustrados com negociações com o ME


Ilídio Trindade do MUP e Ricardo Silva da APEDE em declarações à Rádio Renascença afirmam que:

1. Não há razões para na profissão docente existirem quotas e essa questão é inegociável;

2. Não está posta de parte a hipótese de novas manifestações de professores.

Leia os textos das entrevistas e ouça os ficheiros de áudio aqui.

2 comentários:

  1. Sorry I don't read you're language that well, but from what I understand I would say: Stand up for you're rights.

    Btw: Thanks for promoting The Oslo Blog Gathering 2010 at your side bar!

    ResponderEliminar
  2. Hello dear Renny

    Just because I had not enough time, I didn't write the post about The Oslo Blog Gathering yet. But I'll do it soon. I promise.

    Yes, you understand very well the meaning of my post: teachers are about to stand up for their rights!

    ResponderEliminar