segunda-feira, 7 de março de 2011

Seminários - divulgação

Russell Connor, The Kidnapping of Modern Art by the New Yorkers (1985)

Informamos que irão decorrer no Instituto de Filosofia da Linguagem, ao longo do segundo semestre, no âmbito do Projecto Literatura e Arte no Espaço das Razões (IFL-S-1) da Rede de Filosofia e Literatura, dois novos seminários abertos: Seminário sobre Ficção e o Seminário sobre Arthur Danto: Arte e Bugigangas.

O seminário sobre ficção (org. Carlos A. Pereira, H. Brito, de 9 de Março a 15 de Junho) consiste na leitura e discussão de textos filosóficos e literários sobre ficção. Em cada sessão, os textos serão apresentados por um dos participantes e as discussões estarão circunscritas ou a um tópico geral ou a um conjunto de problemas mais ou menos delimitado. A participação no seminário está aberta a todas as pessoas e os textos serão disponibilizados a todos os participantes. Estará uma pasta no IFL com os textos para serem fotocopiados.
Todas as questões sobre o programa e o calendário devem ser dirigidas para: Carlos A. Pereira, capereira@fcsh.unl.pt

O seminário sobre Arthur C. Danto (org. Nuno Amado, H. Brito, de 16 de Março a 22 de Junho) consistirá na leitura e discussão de alguns dos textos mais influentes de Danto, procurando acompanhar o desenvolvimento do argumento central da sua filosofia da arte, tal como exposto em The Transfiguration of
Commonplace, e a tentativa de Danto de responder à pergunta: o que distingue uma obra de arte de um mero objecto real? Centrar-se-á cada sessão em um ou mais textos principais (ensaios isolados ou capítulos de um livro), havendo porém textos opcionais que, de acordo com as possibilidades e com os interesses de cada participante, poderão ou não ser chamados à discussão. A participação no seminário está aberta a todas as pessoas e os textos serão disponibilizados a todos os participantes, na mesma pasta.
Todas as questões deverão ser dirigidas para nunoamado@campus.ul.pt

As sessões de ambos os seminários terão o mesmo horário fixo, realizando-se de quinze em quinze dias, quartas-feiras às 17h00. Excepcionalmente, a primeira sessão do seminário sobre ficção começará às 15h00. A sala estará indicada na portaria do Instituto de Filosofia da Linguagem, no Edifício I&D da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Av. Berna, 26.
Todas as informações sobre estes seminários estão disponíveis no site da Rede de Filosofia e Literatura: http://www.redefilosofiaeliteratura.org/.

Eis os programas dos seminários:
Seminário sobre Ficção

Org. Carlos A. Pereira, Humberto Brito
Mar 9 (15h00) - A ideia de ‘ficção’ I

CARROLL, N., “On Kendall Walton’s Mimesis as Make-Believe”.
RORTY, R., “Is There a Problem about Fictional Discourse?”.
SEARLE, J., “The Logical Status of Fictional Discourse”.

Mar 23: A ideia de ‘ficção’ II

VAIHINGER, H., The Philosophy of ‘As-If’, “Autobiographical”; “Part I: Basic Principles”, B (cap. XXII, XXIV), C (cap. XXVIII, XXIX, XXXIII).
WITTGENSTEIN, L., Zettel, §§251-267, 318-330; On Certainty, §§114-132, 155-180, 322-330, 471-477, 611-612.

Abr 6: A ideia de ‘ficção’ III

BOURBON, B., Finding a Replacement for the Soul, cap. 2-3 & 5.
WITTGENSTEIN, L., Zettel, §§387-416; Investigações Filosóficas, §§1-117.

Mai 4:Autoridade e autoria I

BLOOM, H., Shakespeare: the invention of the human, cap. “Hamlet”, 6.
ELIOT, T. S., “Shakespeare and the Stoicism of Seneca”; “Hamlet”.
JOYCE, J., “Shakespeare Explained”; Ulysses, cap. “Schylla and Charybdis”.

Mai 18: Autoridade e autoria II

CERVANTES, M., D. Quixote de la Mancha, “Prólogo”; I, cap. I-IX; II, cap. XXIII, XLI, LXXIV.
KIERKEGAARD, S., Either/Or, ”Preface” (Victor Eremita); “A First and Last Explanation”; “Regarding a statement in the […]” (Pap. X3 A 258).
PESSOA, F., “Aspectos”; “Prefácio às Ficções do Interlúdio”.

Jun 1: Autoridade e autoria III

ARENDT, H., Between Past and Future, cap. “What is Authority?”, IV.
ELIOT, T. S., “Tradition and Individual Talent”.
WAUGH, E., A hanful of dust, cap. 6.

Jun 15: Conversa fiada

ASSIS, J. M. Machado de, Memórias Póstumas de Brás Cubas.
FRANKFURT, H., On Bullshit.

http://www.redefilosofiaeliteratura.org/fiction-seminar/


Seminário sobre Arthur Danto: Arte e Bugigangas

Org. Nuno Amado, Humberto Brito

16 Mar: Obras de Arte e Meras Coisas Reais

1.1. DANTO, A., “Works of Art and Mere Real Things”, The Transfiguration of Commonplace, pp.1-32
1.2. DANTO, A., “Art and Disturbation”, The Philosophical Disenfranchisement of Art, pp.117-133
1.3. FRIED, M., “Art and Objecthood” (Opcional)

30 Mar: Conteúdo, Causalidade e Sentido

2.1 DANTO, A., “Content and Causation”, The Transfiguration of Commonplace, pp.33-53
2.2 DANTO, A., “Philosophy and Art”, The Transfiguration of Commonplace, pp.54-89
2.3 FREGE, G., “On Sense and Reference” (Opcional)

13 Abr: Estética, Apreciação, Interpretação e Identificação

3.1 DANTO, A., “Aesthetics and the Work of Art”, The Transfiguration of Commonplace, pp.90-114
3.2 DANTO, A., “The Appreciation and Interpretation of Works of Art”, The Philosophical Disenfranchisement of Art, pp.23-46
3.3 DANTO, A., “Interpretation and Identification”, The Transfiguration of Commonplace, pp.115-135
3.4 DANTO, A., “Deep Interpretation”, The Philosophical Disenfranchisement of Art, pp.47-67 (Opcional)
3.5 DANTO, A., “The Art World Revisited: Comedies of Similarity”, Beyond the Brillo Box ,pp.33-53 (Opcional)

11 Mai: Representação, Expressão e Referencialidade

4.1 DANTO, A., “Works of Art and Mere Representations”, The Transfiguration of Commonplace, pp.136-164
4.2 DANTO, A., “Philosophy as/and/of Literature”, The Philosophical Disenfranchisement of Art, pp.135-161.
4.3 DANTO, A., “Symbolic Expressions and the Self”, Beyond the Brillo Box, pp. 55-71
4.4 FLAUBERT, G., Carta a Louise Coulet (Opcional)

25 Mai: Metáfora e Estilo

5.1 DANTO, A., “Metaphor, Expression, and Style”, The Transfiguration of Commonplace, pp.165-208.
5.2 DANTO, A., “Metaphor and Cognition”, Beyond the Brillo Box, pp.73-87
5.3 DAVIDSON, D., “What Metaphors Mean”, Inquiries into Truth & Interpretation, pp. 245-264 (Opcional)

8 Jun: O Fim da Arte

6.1 DANTO, A., “The Philosophical Disenfranchisement of Art”, The Philosophical Disenfranchisement of Art, pp.1-21
6.2 DANTO, A., “The End of Art”, The Philosophical Disenfranchisement of Art, pp.81-115
6.3 DANTO, A., “Hegel’s End-of-Art Thesis” (Opcional)
6.4 CARROLL, N., “The End of Art?” (Opcional)

22 Jun: A Arte Depois do seu Fim

7.1 DANTO, A., “Master Narratives and Critical Principles”, After the End of Art, pp.41-58
7.2 DANTO, A., “Modernism and the Critique of Pure Art: the Historical Vision of Clement Greenberg”, After the End of Art, pp.61-78
7.3 DANTO, A. “Painting and the Pale of History: The Passing of the Pure”, After the End of Art, pp.101-115.
7.4 DANTO, A., “Learning to Live with Pluralism”, Beyond the Brillo Box, pp.217-231 (Opcional)
7.5 GREENBERG, C., “Modernist Painting” (Opcional)

(Enviado por BECAS)

Sem comentários:

Enviar um comentário