sexta-feira, 15 de julho de 2011

Eco faz versão ligeira de "O Nome da Rosa"


"Eco vai aligeirar várias passagens da obra assim como a linguagem usada no "thriller" medieval, com ação passada no século XV, para o aproximar das novas gerações e das novas tecnologias". Daqui.

Acho mesmo bem. Sobretudo as passagens em latim, obrigaram-me a muitas pestanas queimadas e muita paciência. Pode ser que muitos "desistentes" que só foram ver o filme, agora leiam o livro.

Sem comentários:

Enviar um comentário