quarta-feira, 27 de julho de 2011

Norway blues

"Cai o silêncio nos ombros e a luz impura até doer".
Eugénio de Andrade

(Cortesia de Isabel Fidalgo)

Sem comentários:

Enviar um comentário