terça-feira, 3 de março de 2009

Luís Alves da Costa - Exposição de Pintura


LUÍS ALVES DA COSTA E A OBRA
METAL FUNDENTE, PERFIS ARDENTES

Sobre o Luís Alves da Costa e a sua obra, escreveu a poetisa Merícia de Lemos, em Paris, aos onze do doze de 1991, um belo texto. Aqui fica:

"Luís Alves da Costa [...] entrou na roda da Pintura: menino "éprouvette" ou abraço de amor em noite de luar, nasceu nu. Crescendo entre gentes esbarrou nas maravilhas atrozes dos "Cantos de Maldoror". Traduzidas em tempo atento a atavios de elegância e singelezas de hoje, torturas e violências apaziguadas pelo desenho rigoroso de geometrias no espaço, inventados sonhos, não de dormires, delirantes. Antes exageros em jardins de memórias insuspeitas, ausência de verdades nem sequer mentiras, fantasias mitos de caprichosas formas e tons. Tentando fixá-las em signos e sinais, traços ingénuos e sábios, ressequidas caveiras ensanguentadas, abismo de órbitas requintes de monstros repelentes embuçados em teias viscosas, repugnantes. Emergiu aqui e ali muito e muito em aguarelas límpidas como manhãs de primavera depois de tempestades, isolado de si mesmo por atalhos secretos de encontro quando tudo se esvai no artista e o autêntico fica. Mais viveu. Mais pintou."

EXPOSIÇÃO - GALERIA ABRAÇO - 06 a 28 Março 2009
Rua do Poço do Borratém, 39 - (junto à Praça da Figueira), Lisboa
Horário: segunda a sábado das 11:00 às 14:00 e das 15:00 às 19:00
Encerra aos domingos e feriados

Sem comentários:

Enviar um comentário