quarta-feira, 12 de maio de 2010

Apresentação do livro "Promenades Philosophiques"

De JEAN-YVES MERCURY

Com Jean-Yves Mercury, Jean-Luc Pauthier e Ana Castro (tradutora)
Dia 13 de MAIO de 2010 às 18h30
no INSTITUTO FRANCO-PORTUGUÊS
Avenida Luís Bívar, 91, 1050-143 Lisboa
Tel 213 111 400 / 213 111 468
Informações: infos@ifp-lisboa.com


"Jean-Yves Mercury é um dos persistentes animadores do nosso Caphé Philo. No dia 13 de Maio às 18h30, no Instituto Franco-Português será apresentado o livro bilingue “Passeios filosóficos = Promenades philosophiques” de sua autoria, publicado pela FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia e o Centro de Filosofia das Ciências da UL.
O próprio Jean-Yves Mercury com Jean-Luc Pauthier e a tradutora Ana Castro vão falar sobre o livro. Convidamo-vos a assistir a esta apresentação e conversa com o autor .

Jean-Yves Mercury ensinou filosofia em França, leccionou estética na Universidade Michel de Montaigne, Bordéus III e foi formador associado no I.U.F.M.(Institut Universitaire de la Formation des Mêtres) na Aquitânia. Publicou obras sobre a fenomenologia francesa (designadamente sobre o pensamento de Maurice Merleau-Ponty) e sobre estética. Actualmente ensina filosofia no Liceu francês Charles Lepierre, em Lisboa. É igualmente Membro do Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa (C.F.C.U.L.) e coordonador do seminário sobre Maurice Merleau-Ponty.

« Os textos aqui reunidos não têm qualquer pretensão teórica. Não são mais do que tentativas de construir algumas questões que, finalmente, não passarão de esboços. Tornar-se-ão, quando muito, caminhos a perseguir, a descobrir, e sobretudo a inventar. Quero com isto dizer que a filosofia posta em livro tem sem dúvida como “destino”, ficar aprisionada num pequeno mundo. Um mundo confidencial, que não deixa de ter qualidade, composto por aquelas e aqueles que procuram reflectir sobre as suas vidas e encontrar-lhes um sentido. É verdade que hoje em dia a filosofia já não interpela os homens, já não produz eco nas suas vidas. Mas o que dizer dos jovens que a descobrem no último ano do liceu? »"


(Enviado por Becas)

Sem comentários:

Enviar um comentário