quinta-feira, 13 de maio de 2010

Que dia!


Num dia marcado por doses massivas de santidade e fé a rodos, a transbordar de todos os canais de televisão, há breves interrupções para comentar uma das piores notícias do ano: um excepcional agravamento dos impostos, com taxas e sobretaxas, medidas ainda mais drásticas para diminuir o défice, que, provavelmente, vão penalizar as pessoas erradas, como quase sempre. Bastou para tal que um breve assomo do bloco central aparecesse no panorama político nacional. Que dia!

Sem comentários:

Enviar um comentário