quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Big Girls Don't Cry! Right?

Edward Munch - O Grito

Não me convenço da veracidade da sondagem que indica que os portugueses classificam como Muito Bom o Serviço Nacional de Saúde. A minha experiência é em tudo contrária. De cada vez que por imperativos de doença tenho de recorrer a um Centro de Saúde, a conclusão é a mesma de sempre: vai-se doente, volta-se ainda pior!

São horas de espera, em pé, a cair de exaustão, febre e mal-estar, que já não é só físico, passa a ser também anímico, psíquico, sei lá! Por causa de uma vinheta, de uma cruzinha, um carimbo, um formulário, sujeita-se um cidadão que só precisa de se tratar e repousar a uma duríssima prova de resistência!

Tudo isto porque o médico, que é o mesmo, no sossego, na pontualidade e no resguardo discreto do seu consultório, não pode atestar por sua honra que o cidadão está doente e não pode comparecer ao serviço.

Pode estar - ele ou o doente, ou ambos - a mentir, podem estar ambos na Jamaica, ou no Centro Comercial, quiçá os dois a beber um copo nas Docas, num qualquer conluio de ilegalidade, a lesar o erário público à custa de um vírus hipoteticamente existente, mas na realidade fictício!

Porca miséria! Fico-me por aqui, pois este Blogue é um serviço cultural e não divulga o vernáculo!

Fiquem bem, que eu volto para a cama, de onde nunca deveria ter saído...



Big Girls Don't Cry! Rigth?
Not even if they're sick and tired!

2 comentários: