segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Síndrome de Burnout

É um Distúrbio Psíquico de carácter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso, definido por Herbert J. Freudenberger como "(…) um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional".

A síndrome de Burnout (do inglês: to burn out, queimar por completo), também chamado de síndrome do esgotamento profissional, foi assim denominado pelo psicanalista Freudenberger, após constatá-lo em si mesmo, no início dos anos 1970.

Dedicação exagerada à actividade profissional é uma característica marcante de Burnout, mas não a única.

O desejo de ser o melhor e sempre demonstrar um alto grau de desempenho é outra fase importante da síndrome: o portador de Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional.

O que tem início com satisfação e prazer, termina quando esse desempenho não é reconhecido. Nesse estádio, a necessidade de se afirmar, o desejo de realização profissional transforma-se em obstinação e compulsão.

Síndrome associada a um tipo de stress ocupacional e institucional relacionado com profissões que mantêm uma relação constante e directa com outras pessoas, principalmente quando esta actividade é considerada de ajuda (médicos, enfermeiros, professores).

Becas

3 comentários:

  1. Espero que nenhum(a) professor(a) que eu conheça sofra deste problema! Infelizmente conheço casos onde o esforço feito e a clara dedicação não foram reconhecidos...
    P.D.

    ResponderEliminar
  2. C'est vrai que les enseignants sont particulièrement fragiles! Il faut se protéger et ne pas se laisser aller à son égo d'enseignant!!!

    ResponderEliminar