terça-feira, 20 de março de 2012

Honduras: prisão para as mulheres que usarem a pílula do dia seguinte



Este caso absurdo pode estar prestes a acontecer. Caso a proposta de lei seja aprovada, as Honduras, um dos países mais pobres do mundo, com paralelo com o Haiti, torna-se num caso único, já que prevê a prisão até 6 anos das mulheres que usarem a pílula do dia seguinte, mesmo em caso de violação.
Temos de impedir este absurdo por todos os meios, a começar por assinar a petição on-line, aqui
É muito fácil, basta preencher com o endereço de e-mail.
A petição pede ao "Exmo. Sr. Presidente que não criminalize a contracepção" e exige a "rejeição dessa lei extremista e o respeito pelos direitos básicos das mulheres".
É urgente assinar esta petição, pois a lei pode ser aprovada a qualquer momento.

Sem comentários:

Enviar um comentário