terça-feira, 13 de março de 2012

Insónia

(c) Jun-Wan, chinese painting 
O sono de mim voou,
Leve como um passarinho
Que seu ninho abandonou
Seu caminho procurando,
Também p’ra mim não voltou
Deixando-me aqui penando.
Fantasmas vão acordar
E meu descanso afastar,
Consigo vão eles trazer
Memórias já tão esquecidas
De emoções mal resolvidas.
Tanta chuva, tanto vento
Afogando meu lamento.
Nada podendo fazer
Aguardo o dia nascer!
Tita Fan, Janeiro/2001

Sem comentários:

Enviar um comentário