terça-feira, 14 de abril de 2009

A Saúde dos Professores


"Os professores são os profissionais com níveis mais elevados de stress"

"Um estudo apresentado, ontem, em Cardiff, na Conferência Anual do National Union of Teachers (NUT), mostra que os professores são os profissionais com mais elevados níveis de stress no Reino Unido. 41,5% dos docentes dizem andar muito stressados. A taxa de suicídio entre os professores é superior à dos outros grupos profissionais: 14,20 POR 100000, ao contrário da população em geral que tem uma taxa de 10, 25 por 100000. O estudo conclui, ainda, que os elevados níveis de stress são responsáveis por muitos casos de depressão que, em alguns casos, provocam o abandono da profissão. Os autores do estudo afirmam que as doenças dos professores são o stress, a ansiedade e a exaustão. O maior sindicato de professores do Reino Unido aprovou uma carta reivindicativa onde consta: redução do número de alunos por turma para um máximo de 20 e redução do número de horas de permanência na escola."

Publicado por RAMIRO MARQUES em PROFAVALIAÇÃO 13 de Abril de 2009 12:54

___________________________________________________

"Um em cinco professores falta por problemas vocais"

"Dia Mundial da Voz assinalado com rastreios à população

Um em cada cinco professores (uma prevalência de 20 por cento) falta ao trabalho devido a problemas vocais. Uma complicação que afecta somente quatro por cento dos outros profissionais, revela um estudo feito em Portugal.

Para prevenir e detectar doenças na voz realizam-se rastreios no Departamento de Otorrinolaringologia, Voz e Perturbações na Comunicação do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, até sexta-feira, dia em que se celebra o Dia Mundial da Voz. As marcações podem ser feitas através do e-mail rastreiovoz.2009@hsm.min-saude.pt ou através de uma chamada para o número 961 375 000, entre as 08h30 e as 13h00.
Segundo o Ministério da Saúde, pelo enorme impacto dos problemas vocais no ambiente de trabalho, procuram-se desenvolver estratégias que melhorem a saúde vocal dos profissionais com exigência vocal. Os especialistas sublinham que o cansaço vocal não é "normal" e alertam para a alteração na voz, que justifica uma consulta da especialidade."

C.S. - CORREIO DA MANHÃ - 13 Abril 2009 - 00h30

2 comentários:

  1. Olá Lelé,

    Vou chegar em Portugal, Lisboa, no dia 16 de Abril. Vou passar alguns dias em Lisboa, onde colaboro com o Museu de São Roque para uma pesquisa histórica, que vai ser editata em Itália proximamente, e para promover um intercâmbio cultural entre a cidade de Stalettì (Calabria) e Lisboa. Depois, queria visitar outras localidades. Há tanto para ver em Portugal… e adoro esse país!!
    Ando a aprender português, mas ainda escrevo melhor do que falo, pois não tenho muitas ocasões para falar português em Italia. Tenho de voltar mais vezes a Portugal para falar melhor, mas tenho grande vontade de fazê-lo. O português há de tornar-se na minha segunda língua!
    Graças a vós, amigos portugueses, eu também sinto-me um pouco português e fico muito honrado com isso.

    Um abraço do tamanho do mundo!

    ResponderEliminar
  2. Curiosamente e nem de propósito estou afónica desde 5ª feira e consegui dar as aulas de hoje com grande colaboração dos meus alunos.

    ResponderEliminar