sexta-feira, 8 de maio de 2009

Hotel PIDE-DGS


"Passou mais um aniversário do 25 de Abril, mais discursos na Assembleia da República, mais cravos... Registe-se, no entanto, que os calabouços da PIDE/DGS em Lisboa, parece que vão ser transformados num hotel ou qualquer coisa parecida; o dinheiro tudo compra, tem mais força que a memória da luta dos que disseram não.
Deve ser um hotel para sádicos, ou para pessoas com problemas de memória, em que será possível reservar quartos onde várias pessoas foram torturadas, violentadas, privadas da sua liberdade.
Clientes certamente não faltarão... Já devem ter feito um estudo de viabilidade económica para avançar com o projecto.
Não podemos baixar os braços."

Woody Woodpecker

Meu Comentário:
Não posso estar mais de acordo com este amigo.

Um lugar com a carga histórica que a Sede da ex-PIDE tem, deveria, no mínimo, ser reservada e tornada Museu.

Todos os cidadãos deveriam ter o direito de consultar os arquivos daquela que foi a mais tenebrosa instituição do Estado Novo.

Muitos dos nossos amigos, conhecidos e talvez até familiares tinham ficha de espionagem nesses arquivos.

Provavelmente, se nos fosse dada a possibilidade de pesquisá-los, encontraríamos neles registos de telefonemas, cartas, encomendas e fotografias pertencentes a pessoas que conhecemos e que eram perseguidas pelo regime de Salazar sem o saber.

Essa consulta, aberta e acessível, seria interessante em termos pessoais e historicamente deveria ser salvaguardado esse direito.

2 comentários:

  1. Também concordo com o conteúdo do artigo e com o comentário que se lhe segue...
    De facto, em que mundo de "esquecidos" vivemos...

    ResponderEliminar
  2. Não sei se são esquecidos ou se fingem que são.

    ResponderEliminar