domingo, 28 de março de 2010

Deixem-me usar os provérbios

Os provérbios são a grande reserva da sabedoria popular e por vezes a única prosa que me apetece usar em situações caricatas.

Em Blogues de Professores, aparecem-me figuras de recente protagonismo, com estes epítetos:

"Futuro primeiro-ministro de Portugal"




"Futuro Presidente da República de Portugal"



Será prudente dar a derrota do PS como "favas contadas"?
Não estarão a "pôr o carro à frente dos bois" e a "embandeirar em arco" antes do tempo?
"Deixem-me rir" e usar provérbios!

3 comentários:

  1. Não é nada prudente... O PSD ainda não provou que tem líder. Apenas elegeu uma pessoa para o cargo. Ainda falta saber se ele é líder e se o PSD quer ser liderado por ele.

    Com a lei da rolha vai ser mais fácil mas não nos podemos esquecer de jogadas de secretaria.

    ResponderEliminar
  2. Então, cá vai mais uma frase feita, não é provérbio, mas uma máxima filosófica:
    "A prudência é a mãe de todas as virtudes"!
    Obrigada, Elenáro!

    ResponderEliminar
  3. É isso mesmo: o PPC ainda agora foi eleito. Não se sabe qual é a sua capacidade e os eu futuro como leader.
    E depois, se será capaz de derrotar o espertalhão do Sócrates.

    ResponderEliminar