quinta-feira, 11 de março de 2010

Kathryn Bigelow - a ironia de ser a "ex"




Kathryn Bigelow foi primeira mulher na história do cinema a ganhar o Óscar de Melhor Realizador. Este foi-lhe atribuído pelo filme "Estado de Guerra".

A curiosa ironia é que Kathryn Bigelow é a ex-mulher de James Cameron, a quem todos apontavam como favorito para ganhar os Óscares quase todos, incluindo o de melhor realizador, pelo filme "Avatar".

Kathryn fez questão de sublinhar que os critérios não devem ser de "género", mas que esperava ser "a primeira de muitas" e que se deve premiar "o sonho, a persistência e a tenacidade de quem quer tornar possível o impossível".

Belíssimo presente para o Dia Internacional da Mulher!


(Reparem na terceira imagem, com Cameron de costas... Pois!)

2 comentários:

  1. É, foi uma bela homenagem. Politicamente correta a atitude da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood...

    ResponderEliminar
  2. Por uma vez e para variar do universo masculino, uma mulher como realizadora premiada não vai mal. Gostei.

    ResponderEliminar