sexta-feira, 3 de junho de 2011

Joana Amaral Dias sobre Passos Coelho


"Tirar o Sócrates do poder será o único serviço que Passos Coelho prestará ao país. A partir dai só trará malefícios. Por uma questão de democracia, está na hora de Sócrates sair do poder." (...) 

"O falso ingénuo (...) Aparece como naïf a apresentar as suas ideias, mas depois acaba por avançar com movimentos quase predatórios sobre conquistas sociais. Há nesta coreografia alguma coisa que é construída. Aproveitando uma característica inata do líder do PSD, aparece como alguém que não tem a noção exacta do que está a dizer, mas que vai lançando o barro à parede. Veja-se o caso do aborto."


São palavras de Joana Amaral Dias sobre Pedro Passos Coelho.
A ex-deputada do Bloco de Esquerda foi afastada da mesa nacional daquele partido por ter apoiado Mário Soares nas penúltimas presidenciais, em vez de Francisco Louçã, e é tida por alguns como uma "quase-dissidente" do BE, tal como Daniel Oliverira e Rui Tavares, cuja participação na campanha foi muito escassa.

Leia aqui a entrevista.

Sem comentários:

Enviar um comentário