sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sobre a Adolescência 2











Nos Povos Primitivos: a iniciação da puberdade era o acontecimento mais relevante da educação primitiva, revestindo-se quase sempre de um sentido religioso e de um carácter de formação intelectual e moral. Ritos de iniciação, constituídos invariavelmente por representações simbólicas da morte e da ressurreição.

Em Atenas na Grécia antiga, ao completarem dezoito anos, os adolescentes eram recebidos entre os efebos, mediante a sua inscrição no registo da comunidade. Desta forma, tornavam-se maiores de idade e aptos para o serviço militar, o qual durava dois anos.

Na antiga Roma, os jovens, ao atingirem a adolescência, trocavam a sua túnica com uma franja colorida (toga pretexta) por outra completamente branca (toga virilis).

Durante a Idade Média, emprestou-se também grande significação ao aparecimento da adolescência. Ao alcançar catorze anos, o jovem que, até então, havia servido a uma dama, como pajem ou valete, na corte ou no castelo, tornava-se escudeiro.

A partir do Renascimento, a adolescência perde progressivamente o seu prestígio social. Pelo menos, nenhuma solenidade assinala o seu aparecimento, o que nos leva a presumir que a importância psicológica e social da adolescência não seria reconhecida pelo mundo moderno (Santos, 1966).

Através das investigações das sociedades primitivas, constata-se que a adolescência não é um fenómeno universal, determinado biologicamente, já que o jovem absorve as influências das instituições sociais e dos factores culturais do seu meio no processo de desenvolvimento (Mead, 1975).

A palavra adolescência vem do latim “adolescere” que significa “fazer-se homem/mulher” ou “crescer na maturidade” (Muuss, 1976), sendo que somente a partir do final do século XIX foi vista como uma etapa distinta do desenvolvimento.

A Adolescência pode ser definida, desta forma, como o período de desenvolvimento que ocorre entre o início da puberdade e o alcance da maturidade psíquica e emocional.
A adolescência é hoje conceptualizada como o período situado entre a infância e a vida adulta. Inicia-se com os primeiros indícios físicos da maturidade sexual e termina com a realização social da situação de adulto independente.

A adolescência com as suas transformações tanto físicas como psicológicas, permite o aparecimento de comportamentos irreverentes e o questionamento dos modelos e padrões infantis que são necessários ao próprio crescimento.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a adolescência compreende o período entre os 11 e 19 anos de idade, desencadeado por mudanças corporais e fisiológicas provenientes da maturação fisiológica.

BECAS

Sem comentários:

Enviar um comentário