sexta-feira, 4 de junho de 2010

Um milhão para Vieira da Silva


"A pintura “Inverno” de Maria Helena Vieira da Silva, pintado em 1960, atingiu o preço recorde de 1.095.150 euros no leilão de arte contemporânea que a Sotheby’s promoveu em Paris na quarta-feira."

Notícia hoje no Público.


"Maria Helena Vieira da Silva (Lisboa, 13 de Junho de 1908 — Paris, 6 de Março de 1992) foi uma pintora portuguesa, naturalizada francesa em 1956.

Despertou cedo para a pintura. Aos onze anos ingressou na Academia de Belas-Artes, em Lisboa, onde estudou desenho e pintura. Motivada também pela escultura, estudou Anatomia na Faculdade de Medicina de Lisboa.

Em 1928 foi residir para Paris, onde estudou e conheceu seu futuro marido, o também pintor Árpád Szenes, húngaro, com quem se casou em 1930.

Devido ao facto de seu marido ser judeu e de ela ter perdido a nacionalidade portuguesa, eram oficialmente apátridas. Então, o casal decidiu residir por um longo tempo no Brasil, durante a Segunda Guerra Mundial e no período pós-guerra.

A partir de 1948 o Estado Francês começa a adquirir as suas pinturas e em 1956 tanto ela como o marido obtêm a nacionalidade francesa. Em 1960 o Governo Francês atribui-lhe uma primeira condecoração, em 1966 é a primeira mulher a receber o Grand Prix National des Arts e em 1979 torna-se cavaleira da Legião de Honra francesa.

Participou na Europália, em 1992, e veio a morrer nesse ano.

Para honrar a memória do casal de pintores, foi fundada em Portugal a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, sediada em Lisboa."


In Wikipédia

Sem comentários:

Enviar um comentário