segunda-feira, 8 de junho de 2009

Dois textos que vale a pena ler

Transcrevo aqui um fragmento de um texto da APEDE e outro de Mário Carneiro do Blog "O ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO RESTO" que me parecem bastante lúcidos e bem oportunos; subscrevo-os na íntegra:


(...) "Os professores, bem como outras classes profissionais vilipendiadas e agredidas pelo actual Governo PS, terão oportunidade para que a justiça seja reposta no seu quotidiano laboral.
Essa oportunidade, porém, não virá dos céus, nem da boa vontade dos futuros governantes.
Ela nascerá dos combates que os professores souberem travar.
E, se eles forem determinados, são grandes as probabilidades de se inverter todo o mal que foi feito:

• Acabar com a divisão da carreira e repor uma carreira única.

• Colocar um ponto final, sem parágrafo, a este malfadado e absurdo modelo de avaliação do desempenho.

• Restaurar a gestão democrática das escolas.

A ÚNICA COISA QUE SE ESPERA DOS PROFESSORES É QUE, NAS LUTAS FUTURAS QUE SE AVIZINHAM, NÃO CEDAM NEM EMBARQUEM NA ILUSÃO DEPRESSIVA DO "FACTO CONSUMADO".
EM POLÍTICA NÃO HÁ FACTOS CONSUMADOS.
EM POLÍTICA HÁ AQUILO QUE CONSEGUIMOS CONQUISTAR, QUANDO SABEMOS LUTAR POR ISSO."

APEDE, Domingo, 7 de Junho de 2009 ÀS 16:38

---------------------------------------------------------------------------------

MÁRIO CARNEIRO - Um alento para a batalha que vai prosseguir

"Temos razões para estarmos contentes.

A manifesta derrota do Partido Socialista, nas eleições europeias, constitui uma objectiva derrota de tudo aquilo que muitos de nós temos combatido: a arrogância, a incompetência, a mentira, a grosseria, a insensibilidade política e social.

É também uma derrota de todos aqueles que, nos locais de trabalho, escudados nos exemplos de prepotência e de pesporrência que vinham de cima, julgavam ter como certa e segura a concretização das suas ambições a pequenos tiranetes.

É igualmente a derrota da onda de mediocridade e de manipulação que já há muito mina o país e que ameaçava tomar conta dele por inteiro.
Todavia, todos sabemos que não se trata ainda de uma derrota irreversível. É um vigoroso alento que todos recebemos após tantos meses de tanta luta, é um alento para nós e é um travão, ainda que não definitivo, para os inimigos da Liberdade, mas todos sabemos que não é mais do que isso.

Que este alento nos reforce a vontade e a determinação de levarmos a nossa luta até ao fim.
A luta a que a nossa consciência profissional e ética nos obriga."

Mário Carneiro em “O Estado da Educação e do Resto”, 8 de Junho de 2009

Sem comentários:

Enviar um comentário